Maracatu Luzes da Alma Pra Ver e Ouvir

O Maracatu Luzes da Alma foi a atração de ontem (16) no projeto Multiacesso do CUCA Che Guevara. O grupo tem seis anos de existência e é mantido pela Sociedade de Assistência aos Cegos do Estado do Ceará – SAC, sob a coordenação do Prof. Paulo Roberto Cândido, autor da música e da letra do maracatu. A direção artística é da professora Juliana Durand.

Maracatu Luzes da Alma

Breve descrição da imagem: foto do Maracatu Luzes da Alma se apresentando no palco do Cineteatro do CUCA

O evento foi aberto pelo Diretor de Difusão e Programação do CUCA, Sr. José Alves Netto, que fez questão de ressaltar em sua fala o interesse e a disponibilidade do CUCA em apoiar iniciativas de inclusão de todos os públicos aos programas realizados pelo equipamento por meio do projeto Multiacesso, que prevê a realização de atividades mensais inclusivas para pessoas com deficiência. Ao final, o Produtor Cultural Klístenes Braga, um dos responsáveis pelo Multiacesso, conduziu um diálogo entre as pessoas na plateia e os integrantes do maracatu. Participaram deste momento os alunos do Instituto Hélio Góes, da Escola Inês Gustavo Barroso, ambas do bairro São Gerardo, e da Escola Raimundo Moura Mateus, do bairro Passaré.

professor Paulo Roberto

Breve descrição da imagem: foto do Prof. Paulo Roberto falando ao microfone no palco do Cineteatro do CUCA. Ao fundo, o Maracatu Luzes da Alma

O professor Paulo Roberto destacou a importância do acesso das pessoas com deficiência ao universo das artes como forma de promoção da inclusão e socialização de todos no convívio em sociedade. Paulo Roberto ocupa atualmente a presidência da Academia de Letras e Artes da Sociedade de Assistência aos Cegos – ALASAC, que vem realizando várias atividades artísticas de cunho inclusivo para todas as pessoas atendidas pela SAC.

O rei, a rainha e o abre alas do Maracatu Luzes da Alma

Breve descrição da imagem: foto do Maracatu Luzes da Alma se apresentando no palco do Cineteatro do CUCA. Destaque para o rei e a rainha ao centro, usando trajes pretos, o abre-alas, à esquerda, usando traje amarelo, e o cantor Ítalo Gutyerrez, à direita, usando calça jeans e camiseta preta.

Estiveram presentes ainda na tarde de ontem o Sr. Antônio Alves Ferreira, membro do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Estado do Ceará – CEDEF/CE, vinculado à Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará – SEJUS, e a Sr.ª Josélia Almeida, Presidente da SAC.

Segundo Klístenes Braga, no próximo mês, o projeto Multiacesso já tem duas ações agendadas: as apresentações dos espetáculos O Cantil, do Grupo Teatro Máquina, para alunos do Instituto Cearense de Educação de Surdos, com interpretação em LIBRAS, e Memórias de Natal, da Cia. de Teatro Ponto de Vista, para alunos com deficiência visual de escolas inclusivas da capital cearense, por meio da Audiodescrição.

Para mais informações sobre o projeto Multiacesso, os interessados poderão entrar em contato com Klístenes Braga através do e-mail kbbraga@hotmail.com.

Por Bruna Leão

Fonte: Grupo LEAD – Conduzindo Acessibilidade Audiovisual

Mais sobre audiodescrição
Carnavais acessíveis que foram destaque em 2017: para acolher pessoas com deficiência, a estratégia da
Nos quatro dias de desfiles no Sambódromo, pelos grupos de Acesso e Especial, cerca de
Sucesso do carnaval carioca: com mais de 400 mil visualizações em menos de 24 horas,


Mais sobre audiodescrição
Carnavais acessíveis que foram destaque em 2017: para acolher pessoas com deficiência, a estratégia da
Nos quatro dias de desfiles no Sambódromo, pelos grupos de Acesso e Especial, cerca de
Sucesso do carnaval carioca: com mais de 400 mil visualizações em menos de 24 horas,