Inimigos de Classe: o entusiasmo da equipe

Pra começar a semana com boas notícias, transcrevo abaixo texto de divulgação do nosso mais recente desafio aqui no Estado: uma sessão audiodescrita da nova peça de Luciano Alabarse, um dos maiores (senão o maior) realizadores teatrais em Porto Alegre. Eu, Mimi Aragón, e Marcia Caspary fomos convidadas a produzir a audiodescrição da peça Inimigo de Classe e estamos sendo muitíssimo bem recebidas pela equipe de produção. Sinal de que os produtores culturais locais começam a despertar pra importância da acessibilidade em seus projetos. Viva! Viva! Viva!

Inimigos de Classe - cartaz da peça

Luciano é o "pai" do Porto Alegre em Cena, expressivo festival local de teatro que este ano vai para sua 19ª edição e já trouxe nomes da envergadura de Fernanda Montenegro, Paulo Autran, Antunes Filho, Sutil Cia de Teatro, Zé Celso Martinez Correa, Theatre du Soleil, Pina Bausch, Peter Brook, Eimuntas Nekrosius… Ufa! A lista é interminável e respeitabilíssima.

A proposta é fazermos essa experiência e introduzirmos a audiodescrição nas próximas edições do POA em Cena. Baita perspectiva!

Estamos felizes com a empreitada e confiantes de que vai ser mais um passo significativo pra audiodescrição, especialmente porque temos a revisão da Marilena Assis, nossa consultora mais prolífica, e a supervisão da grande e inigualável Lívia Motta. Divido o roteiro com a Márcia que, com toda a sua ginga e capacidade de improviso, também vai botar pra quebrar na narração.

Bom, agora ao que interessa:

Inimigos de Classe terá apresentação especial com audiodescrição

Nova peça de Luciano Alabarse terá sessão com audiodescrição em Porto Alegre. Espetáculo estará acessível a pessoas cegas ou com baixa visão no dia 10 de março.

Inimigos de Classe, a nova peça do diretor Luciano Alabarse que estreia em 2 de março no Theatro São Pedro, em Porto Alegre/RS, terá uma de suas apresentações audiodescrita. A sessão está marcada para o dia 10 de março, sábado, às 21h.

Com a audiodescrição, pessoas cegas ou com baixa visão terão acesso a todo o conteúdo visual do espetáculo: cenário, figurinos, luz, caracterização dos personagens e suas expressões, gestos e movimentos em cena.

Para Alabarse, esse recurso de acessibilidade será fundamental para ajudar a transmitir a quem não enxerga, ou enxerga pouco, o tema atualíssimo do espetáculo: a falência do sistema educacional público no que diz respeito ao universo dos alunos marginalizados. "A peça tem muita ação e aposta suas fichas na construção dos personagens. Assim, a descrição de suas características, ações e ambiente será decisiva para facilitar o pleno entendimento das pessoas com deficiência visual", afirma o diretor.

A audiodescrição será narrada ao vivo, tendo como base um roteiro previamente elaborado. O equipamento é o mesmo utilizado em eventos com tradução simultânea: fones de ouvido que captam o sinal de áudio emitido de dentro de uma cabine acusticamente isolada. Desta maneira, o som da audiodescrição será ouvido exclusivamente pelas pessoas que usarem o receptor. Basta solicitá-lo na entrada do Theatro, mediante a apresentação de documento de identidade.

A iniciativa é uma produção do estúdio Som da Luz em parceria com a Tagarelas Produções e tem apoio do Centro Especializado de Apoio Pedagógico e Produção (CEAPP) – um convênio entre a Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre (SMED) e a União de Cegos do Rio Grande do Sul (UCERGS). O roteiro da audiodescrição é de Mimi Aragón e Marcia Caspary, que também responde pela narração, com revisão de Marilena Assis, consultora cega e professora das redes públicas municipal e estadual, e supervisão de Lívia Motta, uma das maiores especialistas brasileiras em acessibilidade cultural.

Compareçam!

Descrição do Cartaz: A foto colorida do cartaz mostra os oito atores da peça vistos de cima, em pé ou sentados sobre os degraus e corrimãos de uma escada de alvenaria. Sete deles encaram a câmera com expressão séria e um sorri de olhos fechados. No alto da foto, à esquerda, o nome INIMIGOS DE CLASSE escrito sobre uma mancha de tinta amarela. Ao lado, sobre outra mancha, menor e azulada, a frase ADAPTAÇÃO E DIREÇÃO DE LUCIANO ALABARSE A PARTIR DO TEXTO DE NIGEL WILLIAMS. No rodapé, à esquerda da foto, mais uma mancha, agora vermelha, com o texto ELENCO: MARCELO ADAMS, DENIS GOSCH, EDUARDO STEINMETZ, FABRIZIO GORZIZA, GUSTAVO SUSIN, FERNANDO ZUGNO, MARCELO CRAWSHAW E MAURO SOARES. EQUIPE: MARGARIDA LEONI PEIXOTO, ADALBERTO ALMEIDA, DANIEL LION, JOÃO FRAGA, MAURÍCIO MOURA, LUTTI PEREIRA, BEBÊ BAUMGARTEN, MIGUEL ARCANJO E DÍDI JUCÁ. Ao lado, sobre mancha cinza claro, THEATRO SÃO PEDRO, 2 A 11 DE MARÇO, SEXTA A SÁBADO 21H, DOMINGO 18H. INGRESSOS A PARTIR DE 12 DE FEVEREIRO NA BILHETERIA DO TEATRO.

Mais sobre audiodescrição
A partir deste sábado, 5, estarão abertas as inscrições para a quinta edição do Programa
Paradinha Cerebral faz parte do Circuito Cultural Cidade Olímpica. A peça foi um dos projetos
Atualmente, é possível acomodar em um mesmo espetáculo um público de surdos, que acompanha uma


Mais sobre audiodescrição
A partir deste sábado, 5, estarão abertas as inscrições para a quinta edição do Programa
Paradinha Cerebral faz parte do Circuito Cultural Cidade Olímpica. A peça foi um dos projetos
Atualmente, é possível acomodar em um mesmo espetáculo um público de surdos, que acompanha uma