Investindo na acessibilidade: Matéria da Folha

Desde o ano passado, o Palco Giratório tem levantado a questão da acessibilidade como uma de suas principais bandeiras. Este ano, confirma a vocação e continua investindo na acessibilidade. O evento aumentou os investimentos na área e, entre as novidades apresentará, pela primeira vez na sua grade, um espetáculo de rua que contará com áudio-descrição e tradução em libras.

Apesar de ainda incipientes no Estado, iniciativas do tipo tem cumprido dois importantes papéis: permitir a apreciação das artes cênicas por plateias historicamente preteridas desses espetáculos e, assim, formar público.

Uma das experiências mais fortes (e importantes) para os seres humanos é a fruição de uma obra de arte. Este prazer, no entanto, nem sempre está ao alcance da maioria das pessoas. Seja por limitações físicas ou por privação do acesso por questões financeiras, muitos são excluídos desse que deveria ser um direito de todos. Por isso, iniciativas como a do Palco Giratório e de grupos que, independentemente, têm posto a acessibilidade como uma prioridade em seus trabalhos, são tão importantes.

Inserir públicos historicamente excluídos e, dessa maneira, formar plateias, é uma política que precisa ser mais discutida e, principalmente, mais aplicada, tanto pelo setor público quanto pelos artistas de modo geral. Afinal, nessa equação os dois lados ganham – o público e os envolvidos nos espetáculos.

Fonte: Folha PE

Mais sobre audiodescrição
O Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou resolução defendendo o
Dois normativos presidenciais, publicado neste mês de junho, indicam a aplicação das normas do Estatuto
A consulta pública para recolher contribuições referentes à elaboração do Regulamento Geral de Acessibilidade pela


Mais sobre audiodescrição
O Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou resolução defendendo o
Dois normativos presidenciais, publicado neste mês de junho, indicam a aplicação das normas do Estatuto
A consulta pública para recolher contribuições referentes à elaboração do Regulamento Geral de Acessibilidade pela