Viver Sem Limite- audiodescrito, legendado e com Libras

Vídeo institucional do Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, o Viver sem Limite. O plano, anunciado pela presidente Dilma Rousseff em novembro de 2011, busca aumentar a integração da pessoa com deficiência na sociedade por meio de ações em educação, saúde, inclusão social e acessibilidade.

Mulher jovem e bonita está sentada em frente a uma penteadeira. Ela tem cabelos castanhos com mechas loiras e veste uma blusa verde. Sua imagem está refletida no espelho da penteadeira, emoldurado por lâmpadas. Na mesa estão espalhados frascos de maquiagem. Uma arara cheia de roupas penduradas está atrás da moça. O cenário é um camarim

A modelo Vanessa Vidal, uma das protagonistas do vídeo.

Os protagonistas do vídeo são Juliana Oliveira, cadeirante e apresentadora de televisão, Gabrielzinho do Irajá, estudante, compositor e deficiente visual, Fernanda Honorato, repórter de televisão que tem Síndrome de Down e Vanessa Vidal, modelo e deficiente auditiva.

O vídeo destaca que os 45 milhões de brasileiros com deficiência também devem ter seus direitos assegurados para que possam exercer sua cidadania e seu papel na sociedade. Passando a mensagem do Viver sem Limite, o vídeo fala em derrubar barreiras que a sociedade apresenta para as pessoas com deficiência, tanto barreiras físicas, como a falta de rampas para cadeirantes, quanto barreiras invisíveis, como o preconceito.

Observações: com legenda, com audiodescrição e com LIBRAS.

Fonte: Videoteca Legal – Rede SACI

Mais sobre audiodescrição
Nós, os participantes do foro regional América Acessível: Informação e Comunicação para Todos, realizado em
Uma demanda da comunidade cega e das pessoas com deficiência visual consumidoras de televisão por
A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) e o Ministério da Cultura


Mais sobre audiodescrição
Nós, os participantes do foro regional América Acessível: Informação e Comunicação para Todos, realizado em
Uma demanda da comunidade cega e das pessoas com deficiência visual consumidoras de televisão por
A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) e o Ministério da Cultura