viveiro Inhotim será visitado por Cegos do Instituto São Rafael

Nesta terça-feira (05), estudantes e docentes do Instituto São Rafael, de Belo Horizonte, visitarão o viveiro Inhotim com o objetivo de contribuir para a execução do projeto de acessibilidade de deficientes visuais ao Viveiro Educador. Juntamente com a equipe do Núcleo de Educação Ambiental, esta visita é o ponto de partida para a elaboração do projeto "Jardim de Todos os Sentidos", patrocinado pelo Programa Amigos do Inhotim. A visita contempla as atividades da VIII Semana do Meio Ambiente, que acontece no Inhotim entre os dias três e 10 de junho.

Além dos funcionários do viveiro Inhotim e do Instituto São Rafael, os Amigos do Inhotim, cidadãos que patrocinam diretamente este projeto, voluntariamente acompanharão a visita para coletar informações e depoimentos. "Esta ação simboliza o lançamento do projeto e ninguém mais preparado para nos ajudar a desenvolvê-lo do que o Instituto São Rafael", afirma Suellen Moreira, coordenadora do programa. "Os Amigos são a sociedade civil participando ativamente do Viveiro Inhotim e nosso objetivo é que eles tomem posse do patrimônio cultural e ambiental que é o Instituto. A democratização do acesso faz parte desse processo", conta Suellen.

O grupo, composto por 25 deficientes visuais, irão conhecer as mandalas que compõem o Jardim dos Sentidos, a Estufa Equatorial e o Bosque Juçara. Os espaços permitem ao visitante explorar além do que a visão possibilita, como olfato, audição, tato e paladar. Para orientar a equipe do Núcleo de Educação Ambiental do viveiro Inhotim sobre as adaptações necessárias à acessibilidade estiveram no Inhotim, na última semana, o vice-diretor do Instituto São Rafael, Antônio José de Paula e seu acompanhante Eduardo Lopes da Silva. Os dirigentes discutiram assuntos relacionados à mediação para um grupo com deficiência visual, metodologias de audiodescrição (descrição do espaço) e formas de como guiar os deficientes visuais.

A visita ao viveiro Inhotim acontece durante as atividades da Semana do Meio Ambiente Inhotim que este ano se baseiam em temas que serão discutidos na Rio+20 como economia verde, desenvolvimento sustentável e erradicação da pobreza.

Mais sobre as atrações do Viveiro Inhotim:

Trilha dos Guigós: trilha interpretativa que oferece ao visitante informações empíricas e científicas sobre a fauna, a flora e o ambiente em geral de uma porção da Mata Atlântica, despertando o interesse pela conservação da biodiversidade.

Trilha dos Guigós no Viveiro do Inhotim

Jardim dos Sentidos: disposto em forma de mandala, o jardim contém plantas medicinais, aromáticas e tóxicas, proporcionando ao visitante experiências que estimulam vários sentidos da percepção humana.

Jardim dos Sentidos no Viveiro Inhotim

Estufa Equatorial: ambiente com temperatura e umidade controladas, possibilitando cultivo de espécies tropicais, como as famílias de Araceae, Arecaceae, Piperaceae, Heliconiaceae, entre outras.

Estufa equatorial no Viveiro Inhotim

Bosque da Juçara: espaço que recria um ambiente da mata atlântica, com áreas de sombra, temperatura amena e umidade elevada. Um convite à contemplação de espécies nativas desse tipo de bioma e de algumas ameaçadas de extinção.

Bosque da Jussara no Viveiro Inhotim

Serviço

Visita do Instituto São Rafael: contribuição para projeto de acessibilidade do Viveiro nhotim
Data: 05/06 (terça-feira)
Horário: 14h
Local: Viveiro Instituto Inhotim

Informações para imprensa

Isabela Marschner – isabela@inhotim.org.br
31 3571 0253
31 9765 3870

Renata Amorim – renata.amorim@inhotim.org.br
31 3571 0253
31 9765 2470

Fonte: Refrescante

Mais sobre audiodescrição
Foi uma experiência em que todos enxergaram. Na tarde deste sábado, pessoas com e sem
João, Sabrina e Maristela nunca viajaram de avião. Além desse traço em comum, eles são
Inclusão. Esta é a palavra-chave num novo segmento de roteiros rodoviários que a Fresp (Federação


Mais sobre audiodescrição
Foi uma experiência em que todos enxergaram. Na tarde deste sábado, pessoas com e sem
João, Sabrina e Maristela nunca viajaram de avião. Além desse traço em comum, eles são
Inclusão. Esta é a palavra-chave num novo segmento de roteiros rodoviários que a Fresp (Federação