Começam as visitas com audiodescrição no Jardim Medicinal Sensorial

O dia 12 de junho foi uma data muito especial para o Jardim Botânico Municipal de Bauru e também para seus parceiros no projeto do Jardim Medicinal Sensorial. A data foi marcada pelo início dos atendimentos realizados pelos monitores do Lar Escola Santa Luzia para cegos.

Durante a visita ao Jardim Medicinal Sensorial, os estudantes da EMEF José Ferraz de Souza, da cidade de Iacanga, foram acompanhados e instruídos pelos monitores Rafael, Marisa e Chico. Foram distribuídas vendas aos estudantes que tiveram que explorar o jardim através de outros sentidos que não a visão.

Após a visita ao jardim, estudantes e monitores conversaram e tiraram dúvidas sobre o dia a dia de pessoas cegas.

A interação entre as crianças e os monitores do Lar Escola permite que as crianças tenham contato com uma realidade diferente e, assim, possam romper barreiras e preconceitos tornando-se pessoas mais conscientes e responsáveis.

Saiba mais sobre o projeto:

Mais sobre audiodescrição
João, Sabrina e Maristela nunca viajaram de avião. Além desse traço em comum, eles são
Inclusão. Esta é a palavra-chave num novo segmento de roteiros rodoviários que a Fresp (Federação
Cerca de 45 milhões de brasileiros apresentam algum tipo de deficiência, o que corresponde à


Mais sobre audiodescrição
João, Sabrina e Maristela nunca viajaram de avião. Além desse traço em comum, eles são
Inclusão. Esta é a palavra-chave num novo segmento de roteiros rodoviários que a Fresp (Federação
Cerca de 45 milhões de brasileiros apresentam algum tipo de deficiência, o que corresponde à