Rio+20 – projeto de acessibilidade será adotado pela ONU

ONU usa projeto de acessibilidade do Brasil como parâmetro para futuros eventos. Medidas de inclusão de pessoas com deficiência incluem audiodescrição e interpretação em Língua de Sinais de debates e palestras, além de transportes adaptados.

logomarca Rio+20

Descrição da logomarca: a MARCA REPRESENTA OS 3 PILARES DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: ambiental,econômico e social. AS IMAGENS SÃO CONECTADAS NA FORMA DO GLOBO terrestre.

Projetar e reorganizar espaços públicos com mais segurança e adequados para a utilização de todo o público – esse é o conceito básico da acessibilidade. Pensando nisso, o Comitê Nacional de Organização da Rio+20 (CNO) não mediu esforços para que a Conferência aconteça de forma mais participativa e inclusiva. A partir do projeto redigido pelo Brasil, a ONU passará a adotar novos parâmetros de acessibilidade em suas futuras conferências.

Segundo o secretário nacional do CNO, Laudemar Aguiar, o Brasil têm, aproximadamente, 45 milhões de pessoas com algum grau de deficiência, o que representa 23,9% da população brasileira.

Entre as medidas adotadas para garantir a participação e inclusão de todos na Conferência estão:

  • Legendas em tempo real em português e inglês durante os debates;
  • Audiodescrição e interpretação em Língua de Sinais (Libras e Sinais Internacionais);
  • Impressoras em Braile, sob demanda;
  • Atendimento especializado para pessoas com deficiência;
  • Voluntários com conhecimento de Libras;
  • Transporte coletivo, como ônibus e metrô adaptados;
  • Plano de sinalização com piso tátil para alertar deficientes visuais e com baixa visão de obstáculos existentes.

Na web também foram adotadas medidas de acessibilidade. O site da Rio+20 foi desenvolvido seguindo as diretrizes mais modernas, com o uso do sistema eMAG-3 que auxilia a navegação de deficientes visuais e auditivos.

O Comitê Nacional de Organização da Rio+20, com apoio dos Governo Federal e Estadual do Rio de Janeiro, acredita que as medidas de acessibilidades contribuirão para a ampla participação da população. A ideia é que, no futuro, a acessibilidade remova obstáculos logísticos e operacionais para que os indivíduos participem plenamente das conferências internacionais.

"Que essa mobilização sirva como uma campanha educativa. A ideia é que daqui a cinco anos não seja necessário explicar o que é acessibilidade, pois ela já fará parte de nós", disse Laudemar Aguiar.

Fonte: Comitê de Organização da Rio+20

Mais sobre audiodescrição
Como parte da programação da Semana Inclusiva, o CineSesc oferece oficinas sobre acessibilidade em espaços
A PUC Goiás e a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas abriram oficialmente
Na próxima terça-feira, dia 14 de março, às 18h, o site do projeto Diversidade na


Mais sobre audiodescrição
Como parte da programação da Semana Inclusiva, o CineSesc oferece oficinas sobre acessibilidade em espaços
A PUC Goiás e a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas abriram oficialmente
Na próxima terça-feira, dia 14 de março, às 18h, o site do projeto Diversidade na