SDH inaugura sala para plenárias totalmente acessível

A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) lançou nesta segunda-feira (11), em Brasília, um cronograma de cursos de capacitação para seus servidores na área de gestão da política de direitos Humanos. Inicialmente, serão oferecidos 12 cursos, em diferentes áreas, a partir do segundo semestre de 2012. A formação ocorrerá na sala multimídia Ambiente de Educação Coorporativa, inaugurada ontem na sede da SDH/PR, no centro de Brasília.

foto do evento

A partir de 2013, também será oferecido aos servidores da SDH um curso de pós-graduação em Gestão da Política de Direitos Humanos. Fruto de uma parceria com a Escola Nacional de Administração Pública – ENAP, a especialização terá duração média de até 18 meses. A primeira turma, que será selecionada no início do primeiro semestre do próximo ano, terá até 35 alunos. "A nossa meta é oferecer este e os demais cursos periodicamente", explica a coordenadora-geral de Normas e Gestão de Pessoas da SDH, Cynthia de Toledo Losso.

Durante o lançamento dos cursos e da inauguração da sala de conferências, a ministra Maria do Rosário ressaltou a importância dos cursos para a qualificação dos gestores da política de direitos humanos no país. "Estamos buscando cada vez mais a qualificação da nossa atuação enquanto gestores da política de direitos humanos. Com estes cursos, certamente agregaremos valor ao incansável trabalho de assegurarmos a garantia da dignidade humana e construirmos políticas públicas cada vez mais conectadas com os interesses da sociedade", disse Rosário.

A ministra destacou ainda os investimentos realizados pela secretaria de gestão da SDH na sala de conferência onde serão ministrados os cursos. Rosário lembrou ainda que o espaço também abrigará atividades como seminários, conferências, videoconferência, encontros e reuniões das diversas áreas da temática de direitos humanos, podendo inclusive ser utilizada por outras esferas do governo, se assim desejarem.

De acordo com o secretário de Gestão da Política de Direitos Humanos da SDH, Gleisson Cardoso Rubin, o espaço agrega as mais recentes tecnologias de multimídia, permitindo maior interação entre o aluno e o monitor do curso, a partir de computadores portáteis em rede.

Na mesma ocasião também foi inaugurada a sala de reuniões plenárias, que fica ao lado da sala de conferência. Os ambientes possuem sistema de videoconferência, quadro interativo, estação de legendagem, cabine para audiodescrição, sistema automático central de iluminação, áudio e projeção e acessibilidade no palco e bancadas. Todos os eventos podem ser transmitidos ao vivo pela internet.

Cursos – A partir do mês de julho serão oferecidas 12 opções de capacitação, que vão desde cursos na área de informática ao gerenciamento orçamentário. Todas as turmas terão 35 vagas, com carga horária entre 68h e 148 horas aula.

Confira a relação dos cursos oferecidos: Operação do Siconv (Sistema de Convênio); Informática Básica; Língua Brasileira de Sinais, Utilização do Sistema de Gerenciamento da SDH; Desenvolvimento de Gerentes Operacionais e Supervisores – DGOS; Sistema de Diárias e Passagens; Redação Oficial; Licitação e Contratos; Elaboração de Pareceres Técnicos; Ética no Serviço Público e Ciclo Orçamentário. A maior parte dos cursos serão realizados a partir de licitação. Outros como Licitações e Contratos, Ética no Serviço e Ciclo Orçamentário, serão oferecidos pela própria SDH.

Fonte: Secretaria de Direitos Humanos – Assessoria de Comunicação

Mais sobre audiodescrição
Nós, os participantes do foro regional América Acessível: Informação e Comunicação para Todos, realizado em
Uma demanda da comunidade cega e das pessoas com deficiência visual consumidoras de televisão por
A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) e o Ministério da Cultura


Mais sobre audiodescrição
Nós, os participantes do foro regional América Acessível: Informação e Comunicação para Todos, realizado em
Uma demanda da comunidade cega e das pessoas com deficiência visual consumidoras de televisão por
A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) e o Ministério da Cultura