Reforma tornará Teatro Municipal de Americana um show de acessibilidade

A Prefeitura de Americana anunciou, hoje, que as obras de reforma e modernização do Teatro Municipal Lulu Benecase serão iniciadas na próxima semana, pela empresa vencedora da licitação Cury Engenharia, Arquitetura e Produções Culturais. O secretário de Cultura e Turismo, José Vicente De Nardo, enfatizou a importância dessas obras, que privilegiarão ações que beneficiem os portadores de deficiência.

Cerimônia de anúncio da reforma do Teatro Municipal de Americana

Obras são anunciadas por Flávio Biondo, secretário de Obras e Serviços Urbanos; José Vicente De Nardo; secretário de Cultura e Turismo; e Ismar Cury, diretor da Cury Engenharia, Arquitetura e Produções Culturais

José Vicente lembrou que, na ocasião da assinatura de convênio com o governo do Estado, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) declarou que o Teatro Municipal de Americana será referência em acessibilidade. "Apenas o Teatro São Pedro, na cidade de São Paulo, possui equipamentos parecidos com os que serão instalados aqui", disse.

CRÍTICAS

O secretário rebateu, ainda, as acusações de que as obras de modernização do teatro demoraram a sair. "Paralisamos as atividades no Teatro Municipal em janeiro de 2011 para troca dos sistemas de ar e de sonorização. Mas uma forte chuva que caiu no período ocasionou o rompimento de uma calha e o desabamento de parte do teto, o que inviabilizou a realização de eventos. Em abril de 2011, participei de uma reunião na Secretaria Estadual de Cultura, onde fomos comunicados de que receberíamos verba para a modernização do espaço. Entre a troca de informações, a elaboração do projeto e o cumprimento de todos os trâmites burocráticos, transcorreram sete meses. Em 26 de dezembro de 2011, a Prefeitura e o governo estadual assinaram o convênio", explicou.

Em 06 de fevereiro de 2012, foi aberta a primeira licitação para escolha da empresa que faria as adaptações no prédio. Mas como se trata de uma obra que demanda serviços especializados, foram necessárias quatro licitações até que aparecesse uma construtora capacitada e que atendesse todos os pré-requisitos técnicos para uma obra de excelência. A Cury Engenharia acabou vencendo o certame e iniciará os trabalhos na próxima semana. A expectativa da Prefeitura é de que a obra esteja concluída em 90 dias.

ACESSO

O convênio permitirá que a Prefeitura realize obras como rampa de acesso próximo da bilheteria – calçada externa; banheiro para deficiente próximo da bilheteria; conclusão dos banheiros no piso superior para deficiente; no auditório serão retirados os assentos existentes na última fila para atender cadeirantes e seus familiares; equipamento de acessibilidade para cadeirante do hall de entrada para o auditório nas duas escadas laterais e camarotes; equipamento de acessibilidade para cadeirante do auditório para palco; equipamento de acessibilidade para cadeirante do palco para camarim; reforma de um camarim para deficiente físico; aquisição de vinte unidades de equipamento de audiodescrição e tradução simultânea para deficientes visuais e sinalização horizontal – piso táctil. O valor do total do convênio é de, aproximadamente, 500 mil reais, com contrapartida da Prefeitura de 85 mil reais.

AR CONDICIONADO

Com a verba proveniente deste convênio e a aplicação de mais de R$ 400 mil reais em 2011, sendo 350 mil do governo estadual e 65 mil de contrapartida da Prefeitura, o investimento nas obras no teatro se aproxima de R$ 1 milhão . Com os 400 mil reais, o teatro já recebeu 41 aparelhos de ar condicionado, 80 refletores, uma mesa de som digital e duas máquinas de fumaça. As ações incluíram novos equipamentos de climatização, troca do sistema de som, iluminação cênica, implantação de forro acústico, revisão das calhas e modernização do sistema de emissão dos bilhetes.

O Teatro Municipal "Lulu Benencasse" tem capacidade para 840 lugares e é considerado um dos mais bem equipados do Estado. Ocupa o prédio do antigo "Cine Brasil", que por décadas foi um dos principais pontos de encontro dos jovens americanenses. O prédio foi construído na década de 1950 e em abril de 1960 passou a funcionar como cinema. Em agosto de 1985, foi adquirido pelo então prefeito Carrol Meneghel e, em março de 1988, inaugurado como Teatro Municipal de Americana. "O prédio recebeu poucas obras desde que foi transformado em teatro. Houve intervenções pontuais, mas adaptações gerais como as que estão em andamento acontecem só agora mesmo", afirmou Zé Vicente.

Edição: Claudete Campos

Fonte: Prefeitura de Americana

Mais sobre audiodescrição
A partir deste sábado, 5, estarão abertas as inscrições para a quinta edição do Programa
Paradinha Cerebral faz parte do Circuito Cultural Cidade Olímpica. A peça foi um dos projetos
Atualmente, é possível acomodar em um mesmo espetáculo um público de surdos, que acompanha uma


Mais sobre audiodescrição
A partir deste sábado, 5, estarão abertas as inscrições para a quinta edição do Programa
Paradinha Cerebral faz parte do Circuito Cultural Cidade Olímpica. A peça foi um dos projetos
Atualmente, é possível acomodar em um mesmo espetáculo um público de surdos, que acompanha uma