Menos que Nada vira série radiofônica e audiofilme

O longa-metragem "Menos que nada", escrito e dirigido por Carlos Gerbase, foi lançado no dia 20 de julho passado em quatro diferentes plataformas: salas de cinema, TV, internet e DVD. Mas a Prana Filmes não parou por aí e agora anuncia que o filme estará disponível em mais duas modalidades: como série radiofônica e como audiofilme.

Menos Que Nada - cartaz internacional do filme

Numa experiência inédita no Brasil (e, quem sabe, no mundo), "Menos que nada", passou por um processo de adaptação para se tornar uma peça exclusivamente sonora. Para tanto, Gerbase criou um novo roteiro, ao lado de Mirna Spritzer, atriz e professora universitária com larga experiência no palco, no cinema e no radioteatro. A direção, além de Gerbase e Mirna, ainda incorporou o talento do cineasta e técnico de som Rafael Rodrigues.

A série radiofônica em sete capítulos de 15 minutos, será veiculada a partir do dia 11 de agosto, em duas rádios: a FM Cultura (107.7), dentro do programa Estação Cultura (entre 18h e 19h) e a Mínima FM (minima.fm), às 19h. O audiofilme, com duração de 105 minutos, estará disponível a partir de setembro nas livrarias, proporcionando uma nova opção no mercado crescente dos audiolivros. A distribuição será da Multilivros.

"Essa experiência", explica Gerbase, "segue a lógica que estamos desenvolvendo desde o lançamento multiplataformas de ‘3 Efes’, em 2007: oferecer a obra ao público onde e quando ele quiser. Agora será possível "ouvir o filme" dentro do carro, ou enquanto se está fazendo alguma outra tarefa, que não exija atenção completa. Além disso, é um produto que vai funcionar bem para os deficientes visuais, que já tinham a audiodescrição disponível no DVD. Fala-se muito em inclusão no Brasil, mas na prática pouco é realizado. Estamos dando um passo importante".

Mirna Spritzer complementa: "Acredito que estamos fazendo história. Não se trata de uma radionovela tradicional, que geralmente é melodramática e trabalha muito com as vozes dos atores. A série Menos que nada aproveita toda a riqueza sonora do filme e ainda incorpora novos elementos, com uma estética contemporânea. Mesmo as pessoas que já viram o filme terão algumas surpresas, pois um novo personagem aparece para participar da história".

A série radiofônica e o audiofilme foram editados, finalizados e mixados na DDA Produções, com operação de Ernesto Candal. A edição de som (adaptada do filme) é de Rafael Rodrigues e Kiko Ferraz, que também fez locução. O som original de "Menos que Nada" é do Estúdio Kiko Ferraz. A produção é de Luciana Tomasi. A realização é da Prana Filmes. "Menos que nada" foi patrocinado pelo Programa Petrobrás Cultural, através da Lei do Audiovisual, e apoio do Banrisul, do IECINE, da Secretaria Estadual de Cultura do RS e do Terra.

Fonte: Prana Filmes

Mais sobre audiodescrição
Esplendor" (ou "Hikari", no original) é uma lufada de delicadeza numa safra de filmes pesados.
A Ancine e o setor decidiram quais vão ser os tipos de arquivos com audiodescrição
Na próxima sexta-feira (29/07), a Filmes Que Voam lançará gratuitamente em seu portal o filme


Mais sobre audiodescrição
Esplendor" (ou "Hikari", no original) é uma lufada de delicadeza numa safra de filmes pesados.
A Ancine e o setor decidiram quais vão ser os tipos de arquivos com audiodescrição
Na próxima sexta-feira (29/07), a Filmes Que Voam lançará gratuitamente em seu portal o filme