Encontro de Tradução discutirá audiodescrição e Libras

O Encontro de Tradução em Pernambuco é um evento que busca incentivar as relações entre os tradutores, intérpretes e professores de idiomas do estado de Pernambuco.

Encontro de Tradução em Pernambuco

Este encontro proporciona também a união da classe de tradutores (público e não-público), pois é necessário haver uma organização no que diz respeito a tais profissionais.

Evento de idealização do Tradutor, Intérprete e Professor do idioma Alemão, Rodrigo Farias de Araújo, o ETP surgiu a partir de suas pretensões em aprender mais acerca do mercado da tradução em seu estado (Pernambuco). E a maneira mais simples e que acomodaria todos os tradutores já atuantes e os novatos, seria a aproximação de todos os interessados.

A primeira edição do evento [como na imagem] aconteceu aos 15 de outubro/2011 na Faculdade Esuda. Para o ano de 2012, são aguardadas muitas novidades. Em especial um dia ligado somente ao surdo e os assuntos que circundam esta comunidade.

Nos próximos anos haverá uma grande demanda em busca de serviços como tradução, interpretação, ensino de idiomas, consultoria linguística entre outros. Assim sendo, vê-se como necessária a execução desta reunião de profissionais e amadores da área que propõe além da aproximação dos tradutores, professores e atuantes dos idiomas em geral, a contínua existência de movimentos que buscam solidificar e estruturar a ordem destes profissionais.

Esta 2ª edição do "Encontro de Tradução em Pernambuco" busca aprofundar os conhecimentos adquiridos neste 1ª ano de atuação na área da tradução e interpretação. Sua 1ª edição, no Recife, contou com temas iniciais ligados à mesma área. Temáticas relacionadas à introdução à prática da tradução, ao ensino da tradução na Universidade, ao papel das agências de tradução frente aos prestadores de serviço, à tradução pública, à interpretação e ao mercado em si.

Além dos assuntos vistos no ano passado, este encontro, que é uma reunião de profissionais da área, amadores, estudantes e interessados na temática "Tradução e Interpretação", haverá desta vez assuntos relacionados à Surdez e cegueira, e tudo que diz respeito aos idiomas e à tradução.

Tanto agora, como anteriormente, a ideia central deste evento é levar ao conhecimento geral – seja ele conhecedor ou não do assunto – temas atuais ligados à tradução e interpretação. Mostrando, desta forma, como o mercado está bem aquecido em nosso estado.

O encontro de tradução em Pernambuco é voltado para jovens e futuros tradutores, estudantes de diversos cursos (relações internacionais, direito, letras, pedagogia, ciências políticas, tradução e afins). Todos são bem-vindos.

O escopo é, sem sombra de dúvidas, levantar discussões e mostrar ao público presente quão importante é este profissional para o novo ciclo mercantil pernambucano. Objetiva mostrar o profissional, levantar discussões, planejar o futuro e agregar tudo isto num meio social mais amplo, a exemplo duma Associação de Tradutores. Sendo assim, o convite estende-se para todo o público interessado.

As datas previstas para a 2ª edição são 3,4,5 de Outubro.

Haverá palestras, oficinas e mesas-redondas abordando a praticidade da tradução e interpretação. Com assuntos como "Cat tools", "Localização", "Interpretação simultânea", "Associação dos tradutores", "Ensino bilíngue para surdos", "Audiodescrição", "Oficinas da Libras", "Braille".

Atrelado a isto, teremos venda de jogos, livros sobre tradução, sorteios diversos (inclusive do livro "Fidus Interpres: A prática da tradução profissional"). Tudo isto numa atmosfera extrovertida. O Grupo Tibra (Tradutores e Intérpretes do Brasil) grupo que idealizou e organiza este evento nasceu desta proximidade e necessidade de aprendizado. Ou seja, nestes dias será possível aprender muito e ainda interagir com os palestrantes.

Para que todos possam conhecer os escritos que dão iniciação à área e também conheçam livrarias e empresas que facilitam a publicação de livros, teremos a participação de algumas livrarias e venda de livros.

Este ano gostaria de colocar mais assuntos e abordar algo que ajudasse ainda mais a comunidade surda e cega.

Após isto, gostaria neste ano de inovar tendo a presença de palestrantes versando sobre o ensino bilíngue nas escolas, intérpretes da LIBRAS e muitas questões pertinentes que bem já conheço. Mas, que vejo como muito boas de serem levadas ao público presente.

A ideia de incluir LIBRAS nesta II edição é por justamente ver como necessário e por não ver o porquê do distanciamento entre a comunidade de tradutores e intérpretes orais e a comunidade de intérpretes de LIBRAS e os próprios surdos.

Digo isto, pois um dos motivos que me levou a querer incluir e a pensar na LIBRAS como tema (1 dia inteiro dedicado à venda de jogos, oficinas, palestras, debates, presença de representantes do Estado de Rondônia ("Projeto Libras é 10") foi a necessidade de aproximação entre os dois mundos.

Primeiro, porque há um projeto nacional intitulado "legenda nacional" (soube que seu início é da autoria de Marcelo que trabalha no SEAD em Pernambuco) e que quem faz tanto a legenda, quanto audiodescrição (no caso do cego) são intérpretes, atores, tradutores…ou seja, tudo numa área (tradução);

Após isto, o projeto que implementou a LIBRAS fez 10 anos (dia 24/04). E já fui me interessando por querer aprender mais e mais.

Diferente da primeira edição, onde eu estava ingressando neste mercado da tradução (faço traduções e interpretações do Alemão para o Português) o evento que realizamos (de organização de alguns integrantes do TIBRA) ele simplesmente foi uma introdução para todos, inclusive para mim.

Eu estava querendo aprender, conhecer o mercado, ver empresas instaladas aqui, aprender técnicas e tudo o mais.

Nós do Grupo TIBRA convidamos todos a participarem deste evento que reúne experientes e novos nomes do mercado.

PS: Em breve maiores informações da Segunda Edição em Pernambuco!

por Rodrigo Farias de Araújo.

Fonte: Portal da Lingua Inglesa

Mais sobre audiodescrição
Como parte da programação da Semana Inclusiva, o CineSesc oferece oficinas sobre acessibilidade em espaços
A PUC Goiás e a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas abriram oficialmente
Na próxima terça-feira, dia 14 de março, às 18h, o site do projeto Diversidade na


Mais sobre audiodescrição
Como parte da programação da Semana Inclusiva, o CineSesc oferece oficinas sobre acessibilidade em espaços
A PUC Goiás e a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas abriram oficialmente
Na próxima terça-feira, dia 14 de março, às 18h, o site do projeto Diversidade na