Começou o Festival de Cinema de Brasília, com destaque para audiodescrição e legendas

Em 2012, o tradicional Festival de Brasília completa 45 anos e traz nesta edição 12 longas-metragens inéditos. A abertura acontece nesta segunda-feira (17) e a mostra se encerrará no dia 24. Por causa das reformas no Cine Brasília, esta edição será feita no Teatro Nacional.

O filme de abertura é A Última Estação, de Márcio Curi, que conta de forma bem-humorada a história de um imigrante libanês no Brasil. No elenco, está o ator libanês Mounir Maasri e diversos atores e atrizes de Brasília. A exibição do filme começa às 20h30, apenas para convidados, após a apresentação da orquestra sinfônica do teatro.

A partir de terça (18), as mostras competitivas serão exibidas a partir das 19h, na sala Villa-Lobos do Teatro Nacional, que comporta até 1.307 pessoas. As sessões terão audiodescrição e legendagem.

Segundo o coordenador-geral do festival, Sérgio Fidalgo, a mostra principal deste ano será uma maratona para os espectadores. Primeiramente, serão exibidos filmes de curta-metragem e documentários. Às 21h, passam a ser apresentados os curtas de animação e ficção, além dos longas-metragens de ficção. No dia seguinte, a mesma programação poderá ser conferida no CCBB (Cinema do Centro Cultural Banco do Brasil).

Nesta edição, haverá também três mostras paralelas, que serão apresentadas em outros espaços do Teatro Nacional, fora da sala Villa-Lobos.

As mostras Brasília 5.2 – Cinema e Memória, com dez documentários históricos, e A UnB e o Cinema, com cinco títulos produzidos na universidade, estarão na sala Alberto Nepomuceno (95 poltronas), entre os dias 18 e 21, entre 15h e 19h. Todos os filmes têm entrada gratuita.

Para a Mostra Brasília, que reúne o melhor da produção local, 18 filmes foram escolhidos (16 curtas-metragens e dois longas), os quais disputarão R$ 200 mil em prêmios. O público poderá conferir a programação na sala Martins Penna do Teatro Nacional (437 lugares), nos dias 22 e 23 (sábado e domingo), em duas sessões (14h e 16h), com entrada franca.

* Patrick Corrêa colaborou com esta notícia.

Fonte: Telecine

Mais sobre audiodescrição
O Cine às Escuras: Mostra Erótica de Cinema Acessível realiza sua segunda edição nos dias
Um festival que pretende devolver aos mágicos as “luzes da ribalta”, promovendo um encontro entre
Produtores e realizadores já podem inscrever seus curtas-metragens com audiodescrição para concorrer no IV VerOuvindo


Mais sobre audiodescrição
O Cine às Escuras: Mostra Erótica de Cinema Acessível realiza sua segunda edição nos dias
Um festival que pretende devolver aos mágicos as “luzes da ribalta”, promovendo um encontro entre
Produtores e realizadores já podem inscrever seus curtas-metragens com audiodescrição para concorrer no IV VerOuvindo