Mostra de Arte Inclusiva de Cubatão

A fim de divulgar os trabalhos artísticos realizados pelos alunos com deficiência da rede municipal de ensino, o Serviço de Educação Especial (SEE), da Secretaria Municipal de Educação (Seduc), promove de 1º a 5 de outubro a 1ª Mostra de Arte Especial Inclusiva das Escolas Municipais de Cubatão. A exposição ocupará o saguão do Paço Municipal e poderá ser visitada das 8 às 17 horas.

Convite da Mostra de Arte Inclusiva de Cubatão

Durante a mostra, haverá venda de artesanato e materiais artísticos produzidos pelos alunos da UME Princesa Isabel e do Centro Multidisciplinar de Atendimento às Pessoas com Deficiência. O valor arrecadado será convertido em benefícios para a Associação de Pais e Mestres destas unidades escolares.

Segundo professora Waldísia Rodrigues de Lima, chefe do SEE, a mostra visa a valorizar as capacidades e potencialidades dos alunos com deficiências, com transtornos globais do desenvolvimento e com altas habilidades ou superdotação, bem como divulgar a diversidade artística e promover a produção de trabalhos para a geração de renda. "Com a mostra, estaremos elevando a autoestima dos nossos alunos e colaborando para eliminar barreiras e preconceitos", explicou.

Como o nome sugere, a mostra terá uma programação de diversas formas de arte. Na abertura da exposição, no dia 1º, às 9 horas, os alunos da UME Princesa Isabel vão apresentar a Dança das Olimpíadas, sob orientação da professora Elaine de Souza Antunes. No mesmo dia, às 10 horas, haverá apresentação de Capoeira Inclusiva por alunos do Centro Multidisciplinar e da UME Princesa Isabel, sob a coordenação de David Cícero Rosa Francisco, o contramestre Liminha. E às 15 horas, alunos do Infantil 4B, da UME Estado do Amazonas farão apresentação em Libras (Língua Brasileira de Sinais) com orientação das professoras Cristiane Brito dos Santos e Cláudia Elaine Olivetti Rodrigues.

No dia 2, às 9 horas, alunos do 1º ano B e 2º ano C, da UME Amazonas, vão apresentar a música "Sopa", do grupo Palavra Cantada, com coordenação das professoras Izabel Vieira Domingos, Adélia Luizato Alves e Cristiane Brito dos Santos. Neste mesmo dia, das 9 às 11h30 e das 14 às 16h30, as professoras especializadas em deficiência auditiva, Giselle Nascimento Dias e Daniela Luizato, estarão acompanhando os visitantes que necessitarem de intérprete em Libras.

No dia 3, das 9 às 11h30 e das 14 às 16h30, as professoras Dilma Oliveira de Souza e Maria Regina Carvalho farão a demonstração do uso de equipamentos pedagógicos de apoio aos alunos cegos e com baixa visão utilizados nas Salas de Recursos Multifuncionais das escolas municipais, como a impressora Braille. Os visitantes da mostra poderão conhecer a reglete e a punção, ferramentas necessárias à escrita manual em Braille, e ainda a máquina de escrever Braille e o Programa Dosvox (software livre brasileiro que permite a interação do computador com o usuário através da voz). Além disso, no período da tarde, a professora Maria Regina, especializada em deficiência visual, estará à disposição dos visitantes cegos para realizar audiodescrição da exposição.

No dia 4, às 15 horas, o aluno Luiz Felipe Adegar Gonçalves, da Escola Técnica de Música e Dança Ivanildo Rebouças da Silva, fará apresentação de teclado, sob a orientação da professora Ana Lúcia Passarelli Souza. Na sequência, às 16 horas, os alunos do Centro Multidisciplinar vão encenar a peça "O Rato", inspirada em canção do grupo Palavra Cantada, com direção da professora Márcia Cristina Souza Apostolides.

por Cecília Beu

Fonte: Prefeitura de Cubatão – SP

Mais sobre audiodescrição
O Cine às Escuras: Mostra Erótica de Cinema Acessível realiza sua segunda edição nos dias
Um festival que pretende devolver aos mágicos as “luzes da ribalta”, promovendo um encontro entre
Produtores e realizadores já podem inscrever seus curtas-metragens com audiodescrição para concorrer no IV VerOuvindo


Mais sobre audiodescrição
O Cine às Escuras: Mostra Erótica de Cinema Acessível realiza sua segunda edição nos dias
Um festival que pretende devolver aos mágicos as “luzes da ribalta”, promovendo um encontro entre
Produtores e realizadores já podem inscrever seus curtas-metragens com audiodescrição para concorrer no IV VerOuvindo