Exposição Microtoque no Instituto Butantã agora é permanente

Instituto Butantã, localizado na zona oeste de São Paulo tornou permanente a Exposição Microtoque. Assim, cegos e pessoas com baixa visão vão poder tocar alguns micro-organismos que visitantes convencionais do Museu de Microbiologia só veem por meio do microscópio ou em reprodução artística.

Exposição Microtoque

A Exposição Microtoque conta com modelos táteis, para serem manuseados por deficientes visuais, de quatro grupos de micro-organismos: fungos, bactérias, vírus e protozoários.

"Museus de todo o mundo tem uma grande preocupação com a acessibilidade e estão procurando maneiras de resolver a questão. Vínhamos notando também a necessidade de atender o público com deficiência visual", afirmou Viviane Maimoni Gonçalves, diretora do museu e responsável pela Exposição Microtoque.

Os objetos da Exposição Microtoque, desenvolvidos por um grupo especializado, simulam características dos micro-organismos. Cores contrastantes e fortes foram adotadas para ajudar pessoas de baixa visão a compreenderem melhor os materiais.

A Exposição Microtoque conta com uma maquete para que cegos também possam percorrer a estrutura do museu com a ponta dos dedos. Foi produzida uma maquete do local para ser tateada.

Além disso, o visitante poderá tocar, dentro da Praça dos Cientistas, os bustos que simbolizam 11 grandes pesquisadores mundiais, de Albert Sabin a Vital Brazil.

As explicações sobre as características dos micro-organismos e a biografia dos cientistas são dadas aos deficientes por meio de audioguia.

Visitas a Exposição Microtoque para o público com deficiência visual acontecem as sextas-feiras, duram cerca de uma hora e precisam ser agendadas.

"Adorei poder ter contato com os fungos e as bactérias", disse sorrindo a funcionária pública Maria Rita Paiva de Souza, que é cega. Segundo ela, que é dona de cão-guia e pode entrar normalmente na exposição com o companheiro, "o material é muito bem-feito e vai ajudar, principalmente, estudantes de biologia e crianças".

Exposição Microtoque no MUSEU DE MICROBIOLOGIA DO INSTITUTO BUTANTAN

ONDE: Av. Vital Brasil, 1.500
QUANDO: Visitas de deficientes visuais são de graça e devem ser agendadas pelo telefone (11) 2627-9541

Saiba mais sobre acessibilidade no Instituto Butantan:

Fonte: Folha de São Paulo

Mais sobre audiodescrição
Foi uma experiência em que todos enxergaram. Na tarde deste sábado, pessoas com e sem
João, Sabrina e Maristela nunca viajaram de avião. Além desse traço em comum, eles são
Inclusão. Esta é a palavra-chave num novo segmento de roteiros rodoviários que a Fresp (Federação


Mais sobre audiodescrição
Foi uma experiência em que todos enxergaram. Na tarde deste sábado, pessoas com e sem
João, Sabrina e Maristela nunca viajaram de avião. Além desse traço em comum, eles são
Inclusão. Esta é a palavra-chave num novo segmento de roteiros rodoviários que a Fresp (Federação