Festival de Teatro da Amazônia terá apresentações com acessibilidade

MANAUS – Com o espetáculo "Isabel do Brasil", do grupo Tesc, iniciou hoje a 9ª edição do Festival de Teatro da Amazônia (FTA). As 18 apresentações da mostra competitiva serão apresentadas no Teatro Amazonas de hoje até o próximo dia 17 de outubro. O FTA conta com peças de cunho infanto-juvenil e adultos, sempre com apresentação nos horários de 10h e 22h, respectivamente.

Festival de Teatro da Amazônia

As 18 apresentações da mostra competitiva serão apresentadas no Teatro Amazonas. Foto: Jacqueline Nascimento/ Portal Amazônia

Além das apresentações, o Festival de Teatro oferece Oficinas, Seminários, debates e workshops para os participantes e público interessado. A entrada custa R$ 10 (estudantes pagam meia). Os espetáculos inscritos concorrem ao prêmio circulação e aos prêmios especiais.

Segundo o coordenador geral do Festival, Diego Monzar, o maior objetivo do FTA é a valorização dos artistas locais. "Além de aprimorar a capacitação dos artistas, o maior retorno para a produção é fazer a reciclagem de artistas locais da cena teatral", enfatizou.

Para a atriz e integrante do espetáculo &quotç;Rodriguianas Amazonicas", Daniele Peinado, o festival é uma oportunidade da classe teatral de trocar informações. "É uma troca de experiências entre os grupos de teatro participantes, resultando na formação de público participante", avalia.

Já para a atriz, Rosa Malagueta, o festival só perde quando não ocorre a premiação para os participantes da mostra. "É importante o Festival, porém é preciso lembrar que as apresentações devem ser feitas em outros locais. O teatro não se faz apenas em um teatro físico. É possível levar as apresentações para parques a céu aberto, campos", salienta.

Festival de Teatro da Amazônia - coordenador geral

Coordenador geral do Festival, Diego Monzar, acredita que FTA valoriza a cultura e os artistas locais. Foto: Jacqueline Nascimento/Portal Amazônia

A 9ª edição do Festival de Teatro da Amazônia também conta com acessibilidade para pessoas com deficiência. A diretora de eventos da Secretaria de Cultura do Estado do Amazonas (SEC) e também coordenadora do Festival, Natália Mene, avalia que é importante integrar todos os públicos. “Todos os eventos que a secretaria oferece é possível que a partir da Audiodescrição e a Tradução em Libras, os PCDs (pessoas com deficiência física) tem acesso a cultura”, disse.

A professora e turista, Elizabeth Coelho, avalia que a produção de festivais com o FTA proporciona a valorização de artistas locais e o incentivo da cultura local. “Sou de Belo Horizonte e fico aqui até o próximo sábado, fiquei sabendo do festival e quis conhecer”, disse.

Jurados

Para a 9ª edição do Festival Amazônia de Teatro (FTA) a coordenação formou o Núcleo de Jurados composto pelo dramaturgo, encenador, diretor e fundador da Companhia do Latão (SP), Sérgio Carvalho; a escritora e dramaturga carioca, Fátima Valença; e o diretor, roteirista e videomaker, Fabiano de Freitas.

por Jacqueline Nascimento

Fonte: Portal Amazônia

Mais sobre audiodescrição
A partir deste sábado, 5, estarão abertas as inscrições para a quinta edição do Programa
Paradinha Cerebral faz parte do Circuito Cultural Cidade Olímpica. A peça foi um dos projetos
Atualmente, é possível acomodar em um mesmo espetáculo um público de surdos, que acompanha uma


Mais sobre audiodescrição
A partir deste sábado, 5, estarão abertas as inscrições para a quinta edição do Programa
Paradinha Cerebral faz parte do Circuito Cultural Cidade Olímpica. A peça foi um dos projetos
Atualmente, é possível acomodar em um mesmo espetáculo um público de surdos, que acompanha uma