Uma tarde de lazer, cultura e inclusão para 40 cegos

Em parceria com o SESI Pelotas, a Coordenadoria Municipal de Cultura promoveu na última terça-feira, dia 23 de outubro de 2012, uma sessão de cinema diferente. Mais de 40 pessoas participaram da exibição do documentário D1 – Tenório em Pequim, com audiodescrição, recurso adicional que possibilita que cegos e deficientes visuais compreendam o que se passa no vídeo.

A atividade faz parte do Programa Lazer Inclusivo, do SESI. Segundo o gerente de operações do SESI na região Leonardo Santana, o Programa tem como objetivo proporcionar atividades voltadas à educação, cultura, saúde, esporte e responsabilidade social, que proporcionem a inclusão de pessoas com deficiência, para que interajam normalmente com a sociedade.

Para o analista técnico do SESI Rotechild dos Santos Prestes, o Programa Lazer Inclusivo além de aprofundar as ações inclusivas e oferecer condições para que as pessoas com deficiência obtenham melhoras significativas na sua qualidade de vida, também vem instigando a comunidade a novas experiências. Atualmente o programa conta com uma intensa programação, compreendendo esportes, atletismo, basquete para cadeirantes, banho de praia assistido, futsal adaptado, xadrez e dominó, entre outras atividades.

Após a apresentação do documentário, que aconteceu no Espaço Municipal de Cultura, os presentes puderam tirar suas dúvidas e debater sobre a experiência. Em seguida O SESI realizou um sorteio de brindes entre os presentes e doou três exemplares de livros falados à Biblioteca Pública Municipal. A Biblioteca já disponibiliza para empréstimo, diversos exemplares de livros em Braille, assim como livros falados.

Fonte: Prefeitura Municipal de São Lourenço do Sul

Mais sobre audiodescrição
Grande parte dos projetos culturais é realizada via leis de renúncia fiscal, ou seja, com
O Observatório da Imprensa da última terça-feira debateu a prevista falta de acessibilidade durante a
O mais recente artigo de Izabel Maior, sobre o silêncio incompreensível , foi como a


Mais sobre audiodescrição
Grande parte dos projetos culturais é realizada via leis de renúncia fiscal, ou seja, com
O Observatório da Imprensa da última terça-feira debateu a prevista falta de acessibilidade durante a
O mais recente artigo de Izabel Maior, sobre o silêncio incompreensível , foi como a