Autonomia é a palavra de ordem, diz ministra

Há poucos dias do início da 3ª Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, a ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, disse hoje (29) que a palavra de ordem para o encontro é autonomia. "Estaremos recebendo delegados e delegadas de todo o Brasil. É a maior conferência sobre os direitos da pessoa com deficiência que o Brasil já realizou", disse, após participar do programa Bom Dia, Ministro, produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência em parceria com a EBC Serviços.

Autonomia: Mulher falando ao microfone em um estúdio

Segundo Maria do Rosário, durante a conferência, o governo pretende apresentar um balanço das ações previstas no Plano Viver sem Limites, lançado em novembro do ano passado, que inclui iniciativas nas áreas de acessibilidade, autonomia, educação, assistência social, trabalho e saúde.

"Estamos implantando políticas públicas em todo o território brasileiro, com o apoio dos governos estaduais e das prefeituras, visando promover a autonomia das pessoas com deficiência. Temos R$ 7 bilhões em investimentos até 2014", disse. "Estamos vivendo essa conferência com muita vontade de que os resultados sejam uma cidadania cada vez mais ativa", completou.

Para o secretário Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Antônio José Ferreira, a expectativa pelo encontro é grande. Ao todo, 1.500 pessoas devem participar da conferência, sendo 900 delegados.

"Estamos preparando uma grande operação para receber bem essas pessoas, desde o aeroporto até o salão das plenárias. Elas serão atendidas, acompanhadas e terão toda autonomia e acessibilidade nas salas, com audiodescrição, legenda em tempo real e intérprete de Libras. O maior sentido da conferência é acompanhar o que governo tem feito pelas pessoas a partir de suas propostas", concluiu Ferreira.

Paula Laboissière: – Repórter
Edição: Denise Griesinger

Fonte: Agência Brasil

Mais sobre audiodescrição
Nós, os participantes do foro regional América Acessível: Informação e Comunicação para Todos, realizado em
Uma demanda da comunidade cega e das pessoas com deficiência visual consumidoras de televisão por
A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) e o Ministério da Cultura


Mais sobre audiodescrição
Nós, os participantes do foro regional América Acessível: Informação e Comunicação para Todos, realizado em
Uma demanda da comunidade cega e das pessoas com deficiência visual consumidoras de televisão por
A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) e o Ministério da Cultura