Pode-se fazer descrições de imagens como em uma linha de montagem?

Ele chega em casa por volta das sete da noite, depois de trabalhar o dia todo. Toma um banho rápido, janta, "joga uma conversa fora" com a mulher e começa o trabalho diário de descrição de imagens em livros didáticos. Já está em frente à tevê e faz umas trinta enquanto assiste a Salve Jorge. Antes da meia-noite, já concluiu quase setenta imagens.

Pesquisa daquilo que não conhece? Não faz. Consulta ao texto, determinante para que sejam utilizados os mesmos termos do conteúdo na descrição e para detalhar informações que o estudante cego possa precisar para realizar os exercícios? Também não. O texto é ruim e, muitas vezes, incompreensível, pela falta de cultura e domínio da língua portuguesa, pelo desconhecimento de critérios básicos da descrição de imagens, pelo desinteresse e pela pressa, já que o pagamento é feito por imagem.

No dia seguinte, liga para um amigo que está precisando de dinheiro e oferece o trabalho: "É tranquilo, eu te indico lá pra editora; você nunca fez curso mas é fácil, te dou uns toques, em dois dias você pega". Isso quando não divide algumas imagens com a patroa, para produzir mais. A mulher arregala os olhos: "Mas, como é que eu faço isso?" Ele ri: "Vai falando o que você tá vendo. Olha esse aqui. O quê que esse menino tá fazendo? Tá jogando bola, não tá? Taí: menino joga bola em favela. Viu que tem uns barracos aí? E fala sempre no presente que não tem erro". A mulher: "As cores também?" Ele: "Não precisa, pra que que cego tem que saber a cor?" E pronto, a mulher também já "pegou".

Leia este artigo completo no blog Outros Olhares.

Mais sobre audiodescrição
No livro Audiodescrição na Escola: Abrindo Caminhos para Leitura de Mundo, Lívia nos conduz pelo
O livro Audiodescrição: Práticas e Reflexões nasce do desejo e da necessidade de observarmos o
O cinema, essa máquina de produzir imagens e fomentar a imaginação, é um ambiente que


Mais sobre audiodescrição
No livro Audiodescrição na Escola: Abrindo Caminhos para Leitura de Mundo, Lívia nos conduz pelo
O livro Audiodescrição: Práticas e Reflexões nasce do desejo e da necessidade de observarmos o
O cinema, essa máquina de produzir imagens e fomentar a imaginação, é um ambiente que