Vencedores do Programa de Fomento ao Cinema Paulista terão audiodescrição e legendas

Em parceria com a Secretaria do Estado da Cultura, a Sabesp divulga os projetos de filmes selecionados no Programa de Fomento ao Cinema Paulista 2012. Ao todo, são R$ 8 milhões para 14 obras, via incentivo fiscal, por meio da Lei do Audiovisual.

Os projetos inscritos foram analisados por uma comissão, composta por membros nomeados pela Secretaria do Estado da Cultura. Este ano teve a novidade de que a Sabesp também foi responsável pela seleção de um dos trabalhos premiados e escolheu o projeto do filme "Vazante", de Daniela Thomas.

Desde 2004, a companhia participa do Programa de Fomento ao Cinema e já investiu R$ 56 milhões em produção cinematográfica, tornando-se a empresa que mais incentiva o cinema no Estado de São Paulo.

"A cada ano temos visto o crescimento do acesso à cultura e à informação de qualidade por parte da população e, assim como temos investido no saneamento, queremos incentivar as produções cinematográficas como fontes de conhecimento e lazer de qualidade", explica Adriano Stringhini, superintendente de Comunicação da Sabesp.

Segue a lista com os projetos escolhidos e os valores que serão repassados:

– R$ 800 mil para Vazante, de Daniela Thomas – Dezenove Sons e Imagens Produções Ltda;

– R$ 800 mil para O Bosque, de Cao Hamburger – Gullane Entretenimento S/A;

– R$ 800 mil para A Comédia Divina, de Toni Venturi – Olhar Imaginário Ltda;

– R$ 600 mil para Magal e as Formigas – LM Stein Ltda

-ME;- R$ 600 mil para Taís & Taiane – Albatroz Cinematográfica Ltda;

– R$ 600 mil para Café Jerusalém – Spray Filmes S/S Ltda;

– R$ 600 mil para Uma noite em Sampa – SP Filmes- de São Paulo Ltda;

– R$ 600 mil para Uma noite não é nada – A.F. Cinema e Vídeo Ltda;

– R$ 450 mil para Língua Seca – Ouro21 Produção de Filmes Ltda;

– R$ 450 mil para Mare Nostrum – Raiz Produções Cinematográficas Ltda;

– R$ 450 mil para Os Homens são de Marte e é pra lá que eu vou! – BVillar Produções Artísticas e Cinematográficas Ltda – ME;

– R$ 340 mil para o documentário Orestes, uma verdade simulada – CR Produções, Foto Cine-Vídeo Ltda EPP;

– R$ 310 mil para o documentário Ato, Atalho e Vento – Um Minuto MKT e Produções Culturais Ltda.

Como parte do regulamento estabelecido pela Sabesp, cada produção premiada com o financiamento vai disponibilizar uma cópia do longa-metragem adaptada para pessoas com deficiência visual e auditiva, por meio de legendas e audiodescrição. A Sabesp foi pioneira em solicitar o recurso da audiodescrição, que contextualiza os detalhes das cenas, movimentos e cores.

Investimento em cultura

A Sabesp é a empresa que mais investe em cinema no Estado de São Paulo, além de ser uma das três maiores patrocinadores do cinema nacional. Desde 2004, a companhia iniciou sua participação no Programa de Fomento ao Cinema. Ao todo, a empresa contabilizará R$ 56 milhões em investimentos no setor, com patrocínio a 141 filmes, dentro deste projeto. Títulos como Carandiru, Pelé Eterno, Chega de Saudade, Última Parada 174, É Proibido Fumar, As Mães de Chico Xavier, Bróder, As Melhores Coisas do Mundo, O Sol do Meio-Dia, Meu País – O Filme, Noel  Poeta da Vila, O Menino da Porteira, 400 contra 1, Eu Receberia as Piores Notícias dos seus Lindos Lábios são alguns que receberam apoio da companhia.

Fonte: Portal Comunicavale

Mais sobre audiodescrição
A Ancine e o setor decidiram quais vão ser os tipos de arquivos com audiodescrição
Produtores e realizadores já podem inscrever seus curtas-metragens com audiodescrição para concorrer no IV VerOuvindo
Em 2017, 50% dos cinemas das redes com mais de 21 salas deverão estar equipados


Mais sobre audiodescrição
A Ancine e o setor decidiram quais vão ser os tipos de arquivos com audiodescrição
Produtores e realizadores já podem inscrever seus curtas-metragens com audiodescrição para concorrer no IV VerOuvindo
Em 2017, 50% dos cinemas das redes com mais de 21 salas deverão estar equipados