UNESP oferece 1600 vagas em cursos de educação especial e inclusiva em 2013

As apresentações do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) dos cursistas Unesp/Redefor estão previstas para ocorrer entre os dias 12 de janeiro e 3 de fevereiro de 2013, e serão sediadas em São Paulo (Arte, Filosofia, Geografia, Língua Inglesa e Química), Marília (Filosofia e Língua Inglesa), Presidente Prudente (Geografia) e Araraquara (Química).

Os cursos fazem parte da segunda edição do projeto, que foi de outubro de 2011 a dezembro de 2012 e ofereceu vagas nas áreas de Artes, Filosofia, Geografia, Língua Inglesa e Química. Durante esse período os professores-cursistas percorreram um ciclo de oito disciplinas, estiveram presentes em doze encontros presenciais, realizaram duas provas presenciais, e ainda, desenvolveram inúmeras atividades disponibilizadas e realizadas no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA).

O programa oferece qualificação aos professores da Rede Pública de Ensino e acontece em um formato que permite que todos possam participar – uma vez que cada um cumpre as atividades propostas dentro de um horário próprio planejado e local de estudo que escolher – com atividades desenvolvidas online.

De acordo com a professora-cursista de Arte, Sonia Tobias, "o Redefor traz a possibilidade de estudar e aprender, aprofundar-se em teorias que não conseguiria estudar ou entender sozinha. Ainda mais quando me contempla com o estudo on-line, em uma Universidade com liberdade de acessar as aulas e realizar as atividades sem horários fixos, o que com os meus horários na Escola me impossibilitariam de estar na Universidade estudando novamente da maneira tradicional".

Os TCCs do curso de especialização em Arte serão apresentados sob o modelo de comunicação em congresso. "Acreditamos que este modelo abre espaço para uma discussão mais aprofundada, além de ser uma forma de preparar os professores cursistas para apresentações em eventos da área", pondera a coordenadora do curso, Rejane Coutinho. Ela afirma, ainda, que na edição atual o curso teve mais que o dobro de professores, o que fez com que o trabalho se ampliasse e melhorasse.

Já no curso de especialização em Geografia, as apresentações seguirão o modelo de posters. Segundo o coordenador do curso, Raul Borges Guimarães, "a apresentação dos TCC é um momento especial para o cursista, pois ele terá a oportunidade de expor aspectos centrais do seu trabalho e responder perguntas da banca examinadora".

Ainda, os cursistas Redefor não pensam em parar por aí. Patrícia Grupi, aluna do curso de especialização em Química, espera que seu Trabalho de Conclusão de Curso seja um passo para dar início à dissertação de seu mestrado. Ela acredita ser indispensável promover a formação continuada dos professores da Rede Pública do Estado de São Paulo, trabalho que o Programa tem feito desde 2010, com bons frutos colhidos. Há educadores, por exemplo, que foram premiados e conquistaram oportunidade de formação continuada, o que inclui a participação em cursos no exterior.

Programa Redefor

O programa é uma parceria entre a Secretaria Estadual de Educação do Estado de São Paulo e as três Universidades Estaduais, que dividiram entre si as disciplinas que o projeto oferece. A Unesp ficou responsável pelos cursos de Artes, Filosofia, Geografia, Língua Inglesa e Química, e em 2010 iniciou-se a primeira edição do Programa, que promoveu a formação continuada com certificação de mais de 800 educadores da Rede Estadual de Ensino.

Em 2011 a segunda edição teve início, e esse ciclo termina em fevereiro de 2013, com as apresentações dos TCC das cinco especializações em andamento. Além destas, mais duas edições já estão previstas para os anos de 2013 e 2015.

Para a coordenadora acadêmica do Redefor/Unesp, Elisa Tomoe Moriya Schlünzen, formar o professor para oferecer subsídios para melhorar a sua prática em sala de aula é uma tarefa muito importante, que tem que ser reconhecida como necessária.

Redefor Educação Especial e Inclusiva

Está previsto para 2013 o início de sete novos cursos inéditos, até então, no programa Redefor/Unesp. São eles: Educação Especial nas áreas de Deficiência Auditiva, Física, Intelectual, Visual, Transtorno Global de Desenvolvimento e Altas Habilidades/Superdotação, com aproximadamente 100 vagas para cada um em um total de 600. Também será oferecido um curso de Educação Inclusiva, para professores da classe comum, com previsão de 1.000 vagas. Desta forma, 1.600 docentes poderão se inscrever.

Para esses cursos serão incluídos recursos de acessibilidade como audiodescrição, Libras e legendas nos materiais e atividades digitais.

Jéssica Miwa e Soraia Marino, NEaD/Unesp

Fonte: UNESP: Reitoria – Portal da Universidade

Mais sobre audiodescrição
Alunos do curso de Especialização em Audiodescrição, promovido pelo Núcleo de Pesquisa em Inclusão, Movimento
Nos últimos meses me dediquei exclusivamente aos cursos de formação de professores, tendo atuado, simultaneamente,
Para apresentar o tema audiodescrição aos estudantes que participam de um projeto de iniciação científica


Mais sobre audiodescrição
Alunos do curso de Especialização em Audiodescrição, promovido pelo Núcleo de Pesquisa em Inclusão, Movimento
Nos últimos meses me dediquei exclusivamente aos cursos de formação de professores, tendo atuado, simultaneamente,
Para apresentar o tema audiodescrição aos estudantes que participam de um projeto de iniciação científica