Blitz Sensorial – HSBC

Magia Importada| Começamos bem, em 24/2: fomos ver "A Pequena Sereia", no HSBC Brasil, com acessibilidade de 1º mundo, para bruxa nenhuma botar defeito.

foto 1

foto 2

foto 3

foto 4

foto 5

foto 6

Crédito: André Lessa/Estadão

Avaliação das famílias

Nanci/Ian: O passeio foi bom né, embora o Ian estivesse emburrado, ele depois entendeu que ali era pra Tania audiodescrever e não pai, nem a mamãe. Ele não perguntou nada pra ela porque não quis, mas percebi claramente que se houvesse dúvidas ela responderia. Ela foi precisa ela mesmo disse que eles estão engajados. Que bom! Antes do espetáculo, Ian tocou nos adereços e fantasias.

Cleide/Emilly: Para mim foi tudo certo, logo ao chegarmos o bombeiro veio ao nosso encontro e se dispôs a me ajudar com a Emilly, tirando a cadeira do carro mesmo sem saber quem éramos. Já com relação à acessibilidade achei ótimo, tudo plano desde a entrada, sem obstáculos, banheiros adaptados e com espaço bom que daria para colocar uma maca, para podermos trocar as crianças maiores que não cabem naqueles trocadores infantis e que usam fraldas ou que necessitem ser sondadas. Falo isso pela minha dificuldade em trocar a Emilly já que a mesma usa fralda e necessita ser sondada. Nos shoppings, por exemplo, é terrivel pois o fraldário é bem pequeno e ela não cabe no espaço do trocador. Nos banheiros tenho que me virar nos 30 para conseguir trocá-lá na cadeira. Quero agradecer mais uma vez pelo passeio, a peça foi maravilhosa.

Priscila/Wagner: Eu realmente gostei muito. Da forma como o passeio foi feito viabiliza o acesso à qualquer surdo sem nenhum constrangimento. A qualidade da intérprete é muito boa. E uma delas me contou que escolas de crianças especiais são convidadas para peças gratuitamente. O Wagner adorou a peça, só me disse que ficou confuso, porque ele olhou para os dois lugares ao mesmo tempo: o palco e o telão com a intérprete. Nota 10 pela acessibilidade e competência da intérprete.

HSBC Brasil. R. Bragança Paulista, 1.281, Chác. S. Antonio, 4003-1212. Ainda não há peça infantil programada.

por Fernanda Araujo

Fonte: Caderno Divirta-se – O Estado de São Paulo

Mais sobre audiodescrição
Foi uma experiência em que todos enxergaram. Na tarde deste sábado, pessoas com e sem
João, Sabrina e Maristela nunca viajaram de avião. Além desse traço em comum, eles são
Inclusão. Esta é a palavra-chave num novo segmento de roteiros rodoviários que a Fresp (Federação


Mais sobre audiodescrição
Foi uma experiência em que todos enxergaram. Na tarde deste sábado, pessoas com e sem
João, Sabrina e Maristela nunca viajaram de avião. Além desse traço em comum, eles são
Inclusão. Esta é a palavra-chave num novo segmento de roteiros rodoviários que a Fresp (Federação