Audiodescritor em Foco entrevista Patrícia (Braille) Silva de Jesus

Ser audiodescritora foi um caminho natural em minha carreira de professora de Braille. Comecei em 1997 como ledora voluntária e algumas imagens dos livros lidos eu descrevia para os leitores com deficiência visual. A Audiodescrição ainda não havia chegado ao Brasil. Mais tarde, passei a me dedicar à produção de livros acessíveis em formato Braille e livro falado.

Patrícia Silva de Jesus

Eu atendia sozinha cerca de 15 pessoas cegas diariamente numa biblioteca. Às vezes não dava tempo de adaptar as imagens em relevo [única técnica utilizada na época para dar aos cegos o acesso ao mundo imagético] então eu descrevia. As descrições também agradavam e eu passei a manter um blog com textos meus e descrições das imagens que eu utilizava para ilustrar as postagens. Não é um blog de grande acesso, mas já foi apontado por usuários cegos como o primeiro a utilizar a audiodescrição como recurso de acessibilidade, mesmo fora da "tag alt" [existe uma tag nos blogs para descrição da imagem, mas quase ninguém usa da forma adequada, que seria inserindo um texto alternativo e descritivo para pessoas com limitação visual].

Participei do primeiro curso de extensão em Audiodescrição na Universidade Federal da Bahia, mas minha paixão sempre foi livro. Em 2009 me tornei consultora da Unesco no Projeto Livro Acessível e minhas convicções sobre audiodescrição editorial foram se consolidando. Em 2011, o mesmo organismo internacional me contratou para escrever as normas de descrição de imagem para livros de literatura no Padrão DAISY.

A audiodescrição hoje, para mim, significa meu compromisso social e também um rumo novo, profissionalmente falando. É a minha profissão, um importante meio de vida.

Mantenho um trabalho voluntário de descrição de imagem no Facebook e ministro cursos para professores e editores. O objetivo é espalhar esse ideal de vida acessível para mais e mais pessoas.

Mais sobre audiodescrição
Carla Diacov nasceu em São Bernardo do Campo, SP, Brasil, 1975. Formada em Teatro. Estreia
A audiodescrição está entre as melhores formas de inclusão da pessoa com deficiência visual. Além
Quando receberam o convite do festival Palco Giratório, do Sesc, e da audiodescritora Andreza Nóbrega


Mais sobre audiodescrição
Carla Diacov nasceu em São Bernardo do Campo, SP, Brasil, 1975. Formada em Teatro. Estreia
A audiodescrição está entre as melhores formas de inclusão da pessoa com deficiência visual. Além
Quando receberam o convite do festival Palco Giratório, do Sesc, e da audiodescritora Andreza Nóbrega