Programação audiodescrita passará para 4 horas na televisão aberta

Programação audiodescrita passa a ser de 4h semanais nas emissoras de TV aberta. O aumento do número de horas da programação representa um avanço para o público com deficiência visual, mas ainda é pouco diante da quantidade de conteúdo apresentado diariamente.

São Paulo, 20 de junho de 2013 – A partir de 1º de julho, as emissoras de TV abertas estarão obrigadas a ampliar de 2h para 4h semanais a programação audiodescrita. Esta adequação atende o que está disposto na Portaria nº 188, do Ministério das Comunicações. O aumento do horário com programação audiodescrita representa uma conquista para as pessoas com deficiência visual, já que são as beneficiadas com este recurso que transforma imagens em palavras para que informações-chave, transmitidas apenas visualmente, possam ser acessadas com mais facilidade.

Esta ampliação vem atender a um dos anseios da pessoa com deficiência, no que se refere a ter mais acesso e melhor entendimento do conteúdo produzido pelas emissoras de TV; como novelas, programas humorísticos, jornalísticos, esportivos, infantis, de variedades, seriados, dentre outros. Além dos filmes publicitários (comerciais) exibidos durante os intervalos das programações. No entanto, mesmo com a ampliação, a partir de 1º de julho, a carga horária ainda é pequena, devido a grande quantidade e riqueza de material que as emissoras de TV, em todo o país, disponibilizam aos espectadores, diariamente.

"A ampliação do horário é importante e representa um avanço na luta dos direitos da pessoa com deficiência. Nós que trabalhamos nesta área e acompanhamos a legislação sabemos que ainda há muito que avançar, mas são essas conquistas que fazem o país oferecer condições cada vez mais iguais aos seus cidadãos. Na Inglaterra, por exemplo, algumas emissoras já oferecem 50% da programação audiodescrita, sendo que a lei exige 10%. O nosso desejo é que essa seja uma realidade também aqui no Brasil, futuramente", argumenta Mauricio Santana, diretor da Iguale Comunicação de Acessibilidade.

A expectativa é que as emissoras escolham com critério em qual horário e programa disponibilizarão o recurso, para que um número significativo de pessoas tenha acesso. "O horário nobre é o ideal, pois é o momento em que são exibidos os principais programas e em horários que a maioria das pessoas está nas suas casas. Assim, as emissoras garantem que a audiodescrição seja realmente acessada por uma população que hoje, no Brasil, é de aproximadamente 35 milhões de pessoas, segundo o último censo do IBGE", completa Paulo Romeu, responsável pelo Blog da Audiodescrição.

Iguale Comunicação de Acessibilidade
55 11 3511.1136
Liliana Liberato
55 11 97999.2802
Assessora de Imprensa

Mais sobre audiodescrição
Para responder a pergunta como se produz audiodescrição na televisão, te convido a percorrer uma
Desde a segunda-feira (18/04), os telespectadores da TV Aparecida que acompanham diariamente a programação da
Durante todo o mês de setembro, a TV Aparecida está exibindo no “Super Quarta, às


Mais sobre audiodescrição
Para responder a pergunta como se produz audiodescrição na televisão, te convido a percorrer uma
Desde a segunda-feira (18/04), os telespectadores da TV Aparecida que acompanham diariamente a programação da
Durante todo o mês de setembro, a TV Aparecida está exibindo no “Super Quarta, às