ProAC premiará museus com acervos acessíveis

Além da programação com palestrantes internacionais e nacionais, o 5º Encontro Paulista de Museus, realizado pela Secretaria de Estado da Cultura, por meio do Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP) e em parceria com a ACAM Portinari, contará com discussões importantes para o trabalho diário nas instituições.

No dia 20 de junho (quinta-feira), a partir das 17h, uma reunião temática abordará os dois editais do ProAC (Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo), voltados para o setor de museus.

Os editais foram lançados em maio deste ano, com valor total de R$ 1,2 milhão, sendo um voltado para projetos de Difusão e outro para Preservação de Acervos.

A grande novidade é que o edital de Difusão de Acervos terá dois prêmios específicos para propostas de adaptação de conteúdo utilizando Libras (Língua Brasileira de Sinais), audiodescrição, legendagem e relevo.

No dia 19 de junho (quarta-feira), será apresentada a publicação “Que público é esse? Formação de público de museus e centros culturais”, viabilizada pelo ProAC, em parceria com o Instituto Votorantim.

No mesmo dia, será lançada também a publicação “Questões Indígenas e Museus – Debates e Possibilidades”, que integra a coleção Museu Aberto e é o resultado do I Encontro Paulista Questões Indígenas e Museus, no Museu Índia Vanuíre, em Tupã, além do documentário “1932: 80 Anos do Movimento Constitucionalista”, uma parceria do Arquivo Público do Estado de São Paulo com o Museu da Imigração.

Outros trabalhos desenvolvidos pelas unidades museais do interior, capital e litoral também terão espaço na programação do 5º EPM com as apresentações dos “Painéis Digitais”. Cases de 42 instituições serão exibidos em monitores de LCD no foyer do Memorial durante todo evento.

Fonte: Pautas INcorporativas

Mais sobre audiodescrição
Quem disse que arte e tecnologia não podem andar de mãos dadas? Para provar que
Os visitantes com deficiência visual que comparecerem ao Museu Pelé, em Santos (SP), contam agora
Os programas de acesso de um dos maiores e mais importantes museus do mundo –


Mais sobre audiodescrição
Quem disse que arte e tecnologia não podem andar de mãos dadas? Para provar que
Os visitantes com deficiência visual que comparecerem ao Museu Pelé, em Santos (SP), contam agora
Os programas de acesso de um dos maiores e mais importantes museus do mundo –