Mostra Tournier em Movimento: a expressão da animação uruguaia começa hoje

A mostra "Tournier em Movimento: a expressão da animação uruguaia" acontece nas cidades de São Paulo, de 2 a 7 de julho, Rio de Janeiro, de 9 a 14 de julho, e Brasília, de 17 a 21 de julho, com exibições de filmes, oficinas e bate-papo, tendo o animador de stop motion uruguaio Walter Tournier como tema e participante ativo.

Tournier, nascido em 1944, realizou seu primeiro filme "En la selva hay mucho por hacer" (1974) pela Cinemateca del Tercer Mundo. Durante seu exílio no Peru, por conta da ditadura uruguaia, definiu suas técnicas, apaixonando-se pelo stop motion. Lá, criou "Nuestro pequeño paraíso", filme eleito em 2000 como uma das 84 melhores animações da história, durante a comemoração dos 40 anos do Festival de Annecy, na França.

De volta ao Uruguai, em 1985, fundou o grupo "Imágenes", juntamente com Mario Jacob, onde assumiu o Departamento de Animação e realizou diversas obras, como "Los cuentos de Don Verídico" e "Los Escondites Del Sol", entre outros. Em 1994, abriu a Tournier Animation, empresa produtora de, entre tantos filmes, os premiados "El jefe y el carpintero","Navidad caribeña" e sua mais recente produção, o longa "Selkirk: El verdadeiro Robinson Crusoé".

Ao longo de sua carreira, recebeu diversos prêmios, realizou inúmeras palestras sobre stop motion e foi jurado de diversos festivais internacionais. Velho conhecido do Brasil, foi inclusive homenageado pela Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis, em 2012. O cineasta também é conhecido pela reflexão e preocupação social, presentes em seus filmes. Este lado humanitário pode ser visto em obras como uma série de vídeos entitululada "Direitos da criança", transmitida por mais de 200 emissoras da América Latina, além de vídeos sobre o uso consciente da água, produzidos juntamente com TVE (Brasil), KRO (Holanda) e Canal Encuentro (Argentina).

Dentre as exibições da mostra, todas dirigidas e animadas por Tournier, uma delas será "Selkirk, o verdadeiro Robinson Crusoé", inédita em salas comerciais. Este é o primeiro longa-metragem em stop motion produzido na América Latina, eleito 2º Melhor Longa Adulto pelo Júri Popular do Anima Mundi 2012. O filme narra a história do pirata Alexsander Selkirk, abandonado em uma ilha deserta pelo seu navio em 1700, história que inspirou Daniel Dafoe a escrever seu Robinson Crusoé. É uma coprodução entre Uruguai, Chile e Argentina, criada com técnica mista: stop motion para os bonecos e o cenário, 3D para o fundo do mar, o céu e parte da ilha.

Como parte das atividades, também haverá uma oficina ministrada pelo próprio Tournier sobre animação stop motion. A diretora de arte, artista plástica e animadora uruguaia Lala Severi, integrante da equipe de Tournier desde 1984, ministrará uma oficina com o tema "Construção de bonecos". Encerrando a programação em cada cidade, Tournier e Lala realizarão um bate-papo animado, trocando ideias com os presentes sobre suas obras e técnicas de animação.

O evento será gratuito, com exceção no Rio de Janeiro, onde será cobrado o valor simbólico de R$ 2 por sessão. Palestras e oficinas, bem como materiais utilizados, também terão caráter gratuito. As exibições serão realizadas nas dependências da Caixa Cultural das três cidades. Além das sessões dos filmes, estarão em exposição materiais originais das obras em cartaz, como bonecos, maquetes e desenhos conceituais.

A mostra é direcionada para o público infantil e adulto, bem como profissionais da animação. As sessões serão dubladas, legendadas em português ou com audiodescrição e libras, conforme indicado na programação, além de catálogos em português e em braile, com textos, sinopses, fichas técnicas e imagens.

Assista o convite para as apresentações que acontecerão com Libras – Lingua Brasileira de Sinais para surdos, produzida pela Iguale Comunicação de Acessibilidade:

Fonte: Revista de Cinema

Mais sobre audiodescrição
Visando contribuir com as ações de enfrentamento contra à pedofilia e violência sexual que ganham
Cerca de 15 adolescentes e crianças cegas entre 2 e 16 anos da Associação dos
O Dia da Animação (DIA), maior evento de cinema simultâneo do Brasil, chega a sua


Mais sobre audiodescrição
Visando contribuir com as ações de enfrentamento contra à pedofilia e violência sexual que ganham
Cerca de 15 adolescentes e crianças cegas entre 2 e 16 anos da Associação dos
O Dia da Animação (DIA), maior evento de cinema simultâneo do Brasil, chega a sua