Começou hoje o curso de audiodescrição para servidores de Campinas

"Um por do sol avermelhado, paisagem com muitas árvores, céu claro da manhã cheio de nuvens, um carro conversível e poucos veículos na estrada". Esta é apenas uma pequena amostra de como uma cena de filme pode ser narrada. Pela descrição detalhada, aumenta a possibilidade de que as pessoas com deficiência visual possam assistir a uma boa história, seja nos cinemas, nos teatros e até mesmo na dança.

Este recurso chama-se audiodescrição e a Prefeitura de Campinas, por meio da Escola de Governo e Desenvolvimento do Servidor (EGDS), da Secretaria Municipal de Recursos Humanos, e da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida (SMPD), iniciou nesta sexta-feira, 23 de agosto, o curso para os servidores municipais. É uma capacitação inédita na Administração municipal e será ministrada pela audiodescritora e assessora da SMPD, Bell Machado. As 20 vagas já estão preenchidas por profissionais de diversas áreas.

A secretária municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, Emmanuelle Alkmin, fez a abertura do curso. "A audiodescrição é um recurso de acessibilidade que permite à pessoa com deficiência visual e intelectual compreender o conteúdo que lhe é apresentado, ampliando sua percepção do mundo externo. Ao deficiente visual é conferida a possibilidade de ver, e a partir daí, poder sentir todas as emoções que a visão proporciona", afirma Emmanuelle.

A realização deste curso faz parte das metas da Prefeitura de oferecer aos servidores a capacitação necessária para proporcionar um atendimento de qualidade, de modo acessível e inclusivo à pessoa com deficiência, trazendo-lhe a autonomia e a igualdade.

De acordo com Bell, o objetivo do curso é preparar as pessoas para utilizar o recurso de acessibilidade da audiodescrição em diversas áreas de trabalho, a fim de promover a inclusão de pessoas com deficiência visual. Enquanto a cena acontece, quem não vê com olhos enxerga com palavras o que se passa, os gestos, os cenários e as expressões dos personagens. "É uma forma de eliminar as barreiras entre as pessoas nos diversos ambientes de convivência cultural e social, por meio do estímulo de atividades coletivas de audiodescrição que envolvam e incluam todas as pessoas", disse.

As aulas serão realizadas nos dias 23 e 30 de agosto, 6, 13, 20 e 27 de setembro, 4, 11, 18 e 25 de outubro e 1, 8, 22 e 29 de novembro, das 8h30 às 11h30, na sede da EGDS, que fica na Av. Aquidabã, 505 – Centro. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (19) 3236-6982 e 3236-9561.

Fonte: Prefeitura de Campinas

Mais sobre audiodescrição
A Universidade Estadual do Ceará (UECE) e a Universidade Aberta do Brasil (UAB) oferecem cursos
O Itaú Cultural promove em dezembro a segunda edição do "Entre Arte e Acesso", evento
Objetivos: o curso de audiodescrição Da Imagem Estática a Palavra Falada tem por objetivo fornecer


Mais sobre audiodescrição
A Universidade Estadual do Ceará (UECE) e a Universidade Aberta do Brasil (UAB) oferecem cursos
O Itaú Cultural promove em dezembro a segunda edição do "Entre Arte e Acesso", evento
Objetivos: o curso de audiodescrição Da Imagem Estática a Palavra Falada tem por objetivo fornecer