Conheça o projeto 3 clipes 1 curta

Com a intenção de promover e fomentar a arte e a produção de filmes de animação no Brasil, o projeto 3 Clipes 1 Curta, produzido pela Cia de Canalhas, com o apoio da Lei de Incentivo do Ministério da Cultura, além de inovar em sua concepção, traz um grande diferencial no quesito acessibilidade. Concebido com audiodescrição, recurso inclusivo que transforma do visual em verbal, imagens dinâmicas ou estáticas em uma descrição sonora, permite ao público com deficiência visual conferir com riqueza de detalhes a proposta deste trabalho disponível no www . 3clipes1curta . com . br.

Cartaz do projeto 3 clips 1 curta

Imagem ilustrativa do cartaz Projeto 3 Clipes 1 Curta. Clique e amplie.

Como explica a produtora executiva do projeto, Marcia Kohatsu, desde o início o 3 Clipes 1 Curta foi pensado para conter audiodescrição, com a intenção de ser acessível ao maior número de pessoas. Por isso a preocupação de se contatar uma empresa especializada como a Iguale Comunicação de Acessibilidade para executar a roteirização e a inserção da audiodescrição, propriamente. "Teoricamente a arte, e mais especificamente o cinema, está aí para todos, então temos o dever de promover realmente uma arte inclusiva", justifica Márcia.

Sobre os videoclipes, a produtora explica que foram pensados para ser assistidos em qualquer ordem (ou em várias delas). A ligação entre as histórias em 3 Clipes 1 Curta fica por conta de elementos comuns aos três roteiros. Segundo Márcia, é como a união de três olhares diferentes sobre o mesmo tema. Ao final, quem é quem nessa trama, o que veio antes, o que veio depois e o porquê de muitas coisas ficam a cargo do espectador interpretar. Desta forma, os três videoclipes inéditos juntos formam um curta-metragem. E mais, cada clipe foi produzido com diferentes técnicas de animação (stopmotion, rotoscopia e 2d tradicional).

"O roteiro do curta é costurado através das três músicas, de forma que pode ser entendido independentemente da ordem de visualização dos clipes, que também podem ser vistos como obras isoladas. O 3 Clipes 1 Curta se posiciona na vanguarda artística de uma forma original e criativa, mesclando o cinema ao videoclipe, além de contribuir para o desenvolvimento da animação brasileira, que desponta como grande frente de exportação cultural do país, ganhando cada vez mais reconhecimento internacional. Além de ser único, na história do cinema nacional, o projeto valoriza a cultura, a música brasileira e celebra a diversidade, pois promove o diálogo entre artistas e públicos das mais diversas áreas: da música ao cinema, da animação ao videoclipe, do rock nacional à MPB", complementa a produtora executiva.

Sobre o projeto

O projeto 3 Clipes 1 Curta contempla três videoclipes, de três artistas diferentes, produzidos em diferentes técnicas de animação, que juntos formam um curta-metragem. As músicas escolhidas para o projeto foram A Casa é Sua, sucesso recente de Arnaldo Antunes, Pra não Esquecer, parceria de Fernanda Takai e Andy Summers (The Police) e Bola de Meia, Bola de Gude, clássico de Milton Nascimento. A produção é assinada por Márcia Kohatsu e os três clipes têm a direção de Carlon Hardt e Lucas Fernandes.

Sobre a Iguale

A Iguale Comunicação de Acessibilidade foi a primeira empresa brasileira criada exclusivamente para pensar e desenvolver soluções assistivas completas em comunicação para pessoas com algum tipo de deficiência. Fundada em 2008, em São Paulo, pelo publicitário, professor universitário e empresário Mauricio Santana, a empresa é a precursora do conceito comunicação de acessibilidade no país.

A Iguale foi concebida para oferecer serviços e soluções de acessibilidade em materiais audiovisuais ao mercado brasileiro. É empresa parceira de estúdios, produtoras de áudio e vídeo, emissoras de TV e agências de comunicação e internet, ajudando-os no desenvolvimento e aplicabilidade de recursos inclusivos como audiodescrição (AD), legendas open caption e closed caption, LIBRAS e acessibilidade para web aos seus clientes.

Propondo-se a estudar as técnicas e os meios para tornar acessíveis os materiais audiovisuais às pessoas com algum tipo de deficiência visual ou auditiva, a Iguale conquistou a expertise que lhe atribui o título de especialista em Comunicação de Acessibilidade. Conceito que consiste na criação, utilização ou adaptação dos meios tecnológicos e assistivos para garantir o acesso às pessoas com algum tipo de deficiência ao conteúdo exibido pelos meios de comunicação e de cultura, nas suas mais diferentes manifestações.

A sua missão é especializar-se de forma contínua nas técnicas que permitam a promoção da acessibilidade, para que as pessoas tenham garantido, com autonomia e inclusão, o direito de acesso à informação, à cultura e ao lazer.

Clique e assista a um trecho do Curta “A Casa é sua” que contempla o projeto 3 Clipes 1 Curta.

Mais informações:

Liliana Liberato
Assessora de Imprensa
1) 9 7999-2802
imprensa@iguale.com.br
www.iguale.com.br Fonte: Iguale Comunicação de Acessibilidade

Mais sobre audiodescrição
Esplendor" (ou "Hikari", no original) é uma lufada de delicadeza numa safra de filmes pesados.
A Ancine e o setor decidiram quais vão ser os tipos de arquivos com audiodescrição
Na próxima sexta-feira (29/07), a Filmes Que Voam lançará gratuitamente em seu portal o filme


Mais sobre audiodescrição
Esplendor" (ou "Hikari", no original) é uma lufada de delicadeza numa safra de filmes pesados.
A Ancine e o setor decidiram quais vão ser os tipos de arquivos com audiodescrição
Na próxima sexta-feira (29/07), a Filmes Que Voam lançará gratuitamente em seu portal o filme