Monólogo com Marcelo Serrado tem audiodescrição e lingua de sinais no Tom Brasil

Aos 28 anos de carreira e com diversos prêmios, Marcelo Serrado, sucesso na TV (destaque para os mais recentes personagens Tonico Bastos, de Gabriela e Crô, de Fina Estampa), e também no teatro, faz sua estreia como autor com a comédia "Tudo é tudo e nada é nada".

Marcelo Serrado com libras-audiodescrição

Com o nome retirado de uma frase dita por Tim Maia, chamado por Marcelo Serrado de filósofo, "Tudo é tudo e Nada é nada" busca, com despretensão, mostrar como situações distintas, aparentemente insignificantes, podem gerar fatos engraçados e divertidos, coisas reais que fazem a vida ser mais leve e bem humorada.

Neste novo espetáculo, Marcelo Serrado também atua sob a direção de Rubens Camelo. O espetáculo mistura stand up e show de humor.

Marcelo Serrado conta fatos do cotidiano, acontecimentos pessoais e observações particulares sobre a vida, as pessoas e as coisas através de histórias curiosas como a de quando foi morar na Inglaterra, as dificuldades e situações engraçadas enfrentadas na profissão de ator, e ainda uma paixão da adolescência. "Queria algo em que eu pudesse falar direto com a plateia, que fosse meu e tivesse a minha cara", conta o ator que brinca ser "dramaturgo, cronista e o que mais vier".

Ficha Técnica

Texto e elenco: Marcelo Serrado
Direção: Rubens Camelo

Libras

Desde 2012, o Grupo Tom Brasil transmite suas peças de teatro em LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais. Por meio de dois telões, o público com deficiência auditiva acompanha as duas intérpretes que reproduzem as cenas no palco. Todos poderão se divertir e se emocionar com a história, compreendendo tudo com qualidade técnica e visual.

Audiodescrição

O Grupo Tom Brasil segue com suas transmissões em Audiodescrição nos espetáculos de teatro feitos na casa dirigidas aos deficientes visuais presentes na plateia. Contaremos com uma cabine de tradução simultânea com duas profissionais reproduzindo com riqueza de detalhes as cenas, movimentos, cenários, figurinos e todos os elementos visuais interpretados pelo ator no palco, por meio de receptores de áudio.

Classificação 16 anos. Menores de 15 anos somente acompanhados do responsável legal.

Fonte: Viva o Rio

Mais sobre audiodescrição
A partir deste sábado, 5, estarão abertas as inscrições para a quinta edição do Programa
Paradinha Cerebral faz parte do Circuito Cultural Cidade Olímpica. A peça foi um dos projetos
Atualmente, é possível acomodar em um mesmo espetáculo um público de surdos, que acompanha uma


Mais sobre audiodescrição
A partir deste sábado, 5, estarão abertas as inscrições para a quinta edição do Programa
Paradinha Cerebral faz parte do Circuito Cultural Cidade Olímpica. A peça foi um dos projetos
Atualmente, é possível acomodar em um mesmo espetáculo um público de surdos, que acompanha uma