Outras atividades da SPCD em Piracicaba

A São Paulo Companhia de Dança (SPCD) está em Piracicaba (SP) para uma temporada de espetáculos e atividades educativas e de formação de plateia. A programação vai até domingo (6) no Teatro Municipal Erotides de Campos (Teatro do Engenho), no Sesc Piracicaba e na sala da Companhia Estável de Dança de Piracicaba (Cedan). Todas as atividades educativas são gratuitas. Para as apresentações, é pedida a doação de um quilo de alimento não perecível em prol da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes).

As atividades tiveram início na noite desta quarta-feira (2) no anfiteatro do Sesc Piracicaba com o pré-lançamento nacional de mais um episódio da série Figuras da Dança, que resgata a memória da dança no Brasil por meio da produção de vídeo-documentários produzidos pela SPCD.

Na sexta-feira (4), para aproximar o público infanto-juvenil do universo da dança, a companhia fará um espetáculo aberto para estudantes às 15h no Teatro do Engenho. Na ocasião, os participantes vão assistir a trechos de obras que integram o repertório da SPCD e participar de brincadeiras didáticas e interativas mediadas pela diretora do grupo, Inês Bogéa.

No sábado (5), duas oficinas estão programadas. A primeira, Técnica de Balé Clássico, será das 10h às 11h30 e será ministrada pela professora Ilara Lopes. Já a oficina de Repertório em Movimento acontecerá das 11h45 às 13h e será ministrada pela bailarina e assistente de ensaio Beatriz Hack. As oficinas acontecerão na sala da Cedan, anexa ao Teatro Municipal Dr. Losso Netto.

A companhia apresentará três coreografias de seu repertório no palco do Teatro do Engenho no sábado (5) e no domingo (6) às 21h e às 18h, respectivamente. O repertório inclui as obras: Dois a Dois (Grand Pas de Deux de O Quebra-Nozes, de Marius Petipa e Lev Ivanov e Grand Pas de Deux de Dom Quixote, de Petipa), Mamihlapinatapai, de Jomar Mesquita, com colaboração de Rodrigo de Castro; e Peekaboo, de Marco Goecke, criação inédita do coreógrafo alemão que a SPCD estreou em abril, na Alemanha.

Audiodescrição: no domingo, o espetáculo contará com o recurso de audiodescrição para deficientes visuais. Por meio de mediação linguística por fones de ouvido, a audiodescrição transforma o visual em verbal e amplia o entendimento de pessoas com deficiência visual em eventos culturais, gravados ou ao vivo, contribuindo para a inclusão cultural e social.

Público: criada em janeiro de 2008 pelo governo paulista, a São Paulo Companhia de Dança foi assistida nesse período por um público superior a 340 mil pessoas em seis diferentes e passou por 55 cidades, num total de mais de 360 apresentações. A SPCD apresenta repertório que vai do clássico ao contemporâneo.

SERVIÇO

Espetáculos

Sábado (21h) e domingo (18h) no Teatro do Engenho (Avenida Maurice Allain, 454, Parque do Engenho Central)

Entrada: 1 quilo de alimento não perecível

Espetáculo aberto para estudantes

Sexta-feira (4), a partir das 15h, no Teatro do Engenho (atividade gratuita)

Oficinas de dança

Técnica de Balé Clássico

Sábado (5), das 10h às 11h30, na Cedan (Rua Gomes Carneiro, 1.212, Centro). Atividade gratuita.

Repertório em Movimento

Sábado (5), das 11h45 às 13h, na Cedan (Rua Gomes Carneiro, 1.212, Centro). Atividade gratuita.

Mais informações

www.saopaulocompanhiadedanca.art.br.

Fonte: G1 Piracicaba

Mais sobre audiodescrição
O Coletivo Lugar Comum e a Cia. Etc. se encontraram no Instituto de Cegos Antônio
Dentro ou fora do palco, o Festival de Dança de Joinville é um evento consolidado
acaba de sair a mais nova edição do programa ACESSIBILIDADE JÁ, programa produzido por Lenon


Mais sobre audiodescrição
O Coletivo Lugar Comum e a Cia. Etc. se encontraram no Instituto de Cegos Antônio
Dentro ou fora do palco, o Festival de Dança de Joinville é um evento consolidado
acaba de sair a mais nova edição do programa ACESSIBILIDADE JÁ, programa produzido por Lenon