Luiza Caspary se apresenta em Porto Alegre com audiodescrição e libras

A cantora e compositora Luiza Caspary lança seu primeiro álbum, intitulado "O Caminho Certo", em um show com audiodescrição e Libras, a Língua Brasileira de Sinais, no próximo dia 8, domingo, às 17h, em Porto Alegre/RS. Com os recursos, pessoas com deficiência visual ou surdas poderão acompanhar todos os detalhes da performance de Luiza e sua banda no auditório da Livraria Cultura (Bourbon Shopping Country – Av. Túlio de Rose, 80). A produção de acessibilidade é da Tagarellas Audiodescrição, com apoio da A2 Sistemas Audiovisuais e da tradutora e intérprete de Libras Angela Russo. A entrada é franca. Mais informações pelo e-mail tagarellasproducoes@gmail.com.

Descrição de imagem na geração de material digital acessível, MECDAISY e audiodescrição

Com o propósito de orientar a produção de descrição de imagem de obras disponibilizadas por intermédio do software MECDAISY, a Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão do Ministério da Educação publicou em 10 de abril de 2012 a NOTA TÉCNICA Nº 21 – Orientações para descrição de imagem na geração de material digital acessível, nos estudos e pesquisas sobre a Deficiência Visual e a Baixa Visão, com o intuito da busca da promoção da acessibilidade, temos a Audiodescrição como uma ferramenta da tecnologia assistiva a serviço da inclusão social.

Projeto de audiodescrição do curso de publicidade e propaganda da Unicuritiba

Na segunda-feira (30/09), num evento que integrou os alunos do 2º e 4º períodos das disciplinas de Comunicação Escrita e Comunicação Socioambiental, ambas conduzidas pelo Prof. Jorge Feldens, do curso de Publicidade e Propaganda da Unicuritiba, foi promovida uma ação inédita: um projeto de audiodescrição desenvolvido para o Instituto Paranaense de Cegos.

Empresa oferece curso de audiodescrição para seus funcionários

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2010, mais de 6,5 milhões de brasileiros têm alguma deficiência visual, que é a perda ou redução da visão em ambos os olhos, não sendo suscetível de ser corrigida com o uso de lentes, tratamentos clínicos ou cirúrgicos. A deficiência visual atinge 3,5% da população total do Brasil. Se elevarmos esses números em escala mundial chega-se ao impressionante dado de que de 40 a 45 milhões de pessoas são cegas e outras 135 milhões sofrem limitações na visão.

Aprenda a enxergar por palavras

A Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) dá mais um passo em direção à acessibilidade ao oferecer a especialização em Audiodescrição, recurso que permite que a pessoa com deficiência visual possa compreender filmes, peças de teatro e programas de televisão e outros produtos audiovisuais, espetáculos e eventos de forma semelhante a quem enxerga. O principal objetivo do curso é fazer que cada aluno aprenda a enxergar por palavras.

Senador defende audiodescrição na TV

O senador Paulo Paim (PT-RS) defendeu a retomada do cronograma de implantação da audiodescrição na televisão brasileira, prevista na portaria 310/2006 do Ministério das Comunicações, beneficiando os mais de 16 milhões de brasileiros que têm deficiência visual.

Red Bee Media: 60 mil horas / ano de serviços acessíveis para televisão

David Padmore, diretor da Red Bee Media, empresa responsável pelos serviços de acessibilidade disponibilizados pelo operador público de televisão no Reino Unido – BBC – irá a Portugal no próximo dia 25 de novembro. Ele integra o painel de especialistas internacionais convidados pelo GMCS para o III Colóquio Media e Deficiência que este ano tem por tema "Acessibilidade aos Meios Audiovisuais – da cidadania ao modelo de negócio".

UFPE promete: sala de cinema exibirá filmes audiodescritos

O projeto Cinema da UFPE tem apresentado sinais concretos de que vai sair do papel. Após a visita, na última semana, do membro da Cinemateca Brasileira – órgão vinculado ao Ministério da Cultura -, Osvaldo Mery, considerado um dos grandes nomes na consultoria de projetos destinados à exibição cinematográfica, o projeto começou a “tomar corpo”. A sala de exibição, a ser instalada no saguão do Centro de Convenções da Universidade Federal de Pernambuco, tem previsão para ser aberta ainda no primeiro semestre do próximo ano.