Empresa oferece curso de audiodescrição para seus funcionários

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2010, mais de 6,5 milhões de brasileiros têm alguma deficiência visual, que é a perda ou redução da visão em ambos os olhos, não sendo suscetível de ser corrigida com o uso de lentes, tratamentos clínicos ou cirúrgicos. A deficiência visual atinge 3,5% da população total do Brasil. Se elevarmos esses números em escala mundial chega-se ao impressionante dado de que de 40 a 45 milhões de pessoas são cegas e outras 135 milhões sofrem limitações na visão. A inclusão social de pessoas com algum tipo de deficiência significa torná-las participantes da vida social, cultural, política e econômica do país. O Brasil possui em sua legislação a Lei da Acessibilidade (Decreto-lei 5.296 de 2 de dezembro de 2004), responsável por regulamentar atendimento às necessidades específicas de pessoas com algum tipo de deficiência, nos âmbitos urbanísticos, arquitetônicos, informativos e comunicativos. É justamente a Lei da Acessibilidade que obriga as emissoras de televisão a implementarem na grade de programação ferramentas de inclusão, como o closed caption (para deficientes auditivos) e a audiodescrição (para deficientes visuais). A Portaria nº 188, criada em 2010, trata especificamente da audiodescrição e estabelece novo cronograma para a implementação dessa ferramenta junto às empresas de televisão, definindo que dentro do prazo de doze meses, a contar de 1º de julho de 2010, no mínimo duas horas semanais da programação veiculada no horário compreendido entre seis e duas horas tenha audiodescrição. O total de programação audiodescrita aumentará gradativamente para um total de 20 horas semanais no prazo de dez anos. A audiodescrição é um recurso tecnológico que permite a inclusão de pessoas com deficiência visual junto ao público e produtos audiovisuais. O recurso consiste na tradução de imagens em palavras. O audiodescritor é o responsável por fazer uma descrição objetiva das imagens paralelamente e em conjunto com as falas originais de determinada programação, permitindo a compreensão integral da narrativa. É com orgulho que, no primeiro semestre de 2013, a ShowcasePRO forneceu aos seus funcionários um curso realizado pela Fundação Dorina Nowill, com o objetivo de formar profissionais audiodescritores capacitados a prestar esse tipo de serviço para as emissoras de televisão. Além da audiodescrição pré-gravada, esses profissionais são capazes de realizar a audiodescrição simultânea, ou seja, que não prevê um roteiro prévio dos acontecimentos filmados ou falados, pensada fundamentalmente para programações ao vivo. Esse recurso já foi implantado na TV Gazeta, que hoje cumpre com a exigência de duas horas semanais de programação audiodescrita. Reportagem por: Marina Iorio Fonte: ShowcasePro

Mais sobre audiodescrição
A Universidade Estadual do Ceará (UECE) e a Universidade Aberta do Brasil (UAB) oferecem cursos
O Itaú Cultural promove em dezembro a segunda edição do "Entre Arte e Acesso", evento
Objetivos: o curso de audiodescrição Da Imagem Estática a Palavra Falada tem por objetivo fornecer


Mais sobre audiodescrição
A Universidade Estadual do Ceará (UECE) e a Universidade Aberta do Brasil (UAB) oferecem cursos
O Itaú Cultural promove em dezembro a segunda edição do "Entre Arte e Acesso", evento
Objetivos: o curso de audiodescrição Da Imagem Estática a Palavra Falada tem por objetivo fornecer