Olhares Negros: exposição com recursos de acessibilidade

A exposição Olhares Negros, com base no apoio ao registro e à memória, retrata mulheres e homens negros, evidenciando o protagonismo dos indivíduos fotografados, suas trajetórias de vida, o trabalho e, principalmente, as múltiplas formas de resistência negra na cidade de Santa Maria, por meio de fotografias acompanhadas de minibiografias e audiodescrições. O lançamento da Exposição acontece nesta sexta (22), às 20h, no Museu Treze de Maio, localizado na Rua Silva Jardim, 1407, Bairro Rosário.

Aprovada via Fundo de Apoio a Cultura – FAC/RS, conforme Diário Oficial do Estado do Rio Grande do Sul, a Exposição Fotográfica Olhares Negros é uma atividade artística relacionada à Semana Municipal da Consciência Negra. O projeto busca propor o diálogo e discussão sobre relações étnicas nos espaços de educação informal e formal nas quais circulará. Essa medida vem ao encontro do que prevê a lei 10.639/03, que alterou a LDB da Educação Nacional, instituindo a obrigatoriedade do ensino da História da África e dos Africanos no Currículo do Ensino Fundamental e Médio, nos estabelecimentos públicos e privados.

A Exposição Olhares Negros busca ampliar sua comunicação e interação com diferentes públicos. Nesse sentido, apresenta em sua proposta a técnica da audiodescrição de fotografia em audioguias. A audiodescrição é a arte de traduzir objetos ou imagens em palavras. Já os audioguias, são as descrições gravadas em áudio e veiculadas através de equipamentos eletrônicos, que facilitam o acompanhamento da exposição. Esta é uma nova possibilidade de aproximação da pessoa com deficiência visual e cega no museu. É também uma forma de envolver o público vidente (não deficiente visual) para outras maneiras de ver e interpretar uma fotografia. Tendo em vista que o acesso à cultura, de forma inclusiva, também é Direitos Humanos e, considerando essas questões, a exposição disponibiliza equipamentos para ouvir as audiodescrições. Esta ação além de trabalhar em prol da acessibilidade tem um papel de viabilizar a inclusão em espaços culturais e promover o direito ao conhecimento por meio da fotografia.

O Museu Treze de Maio, criado há 110 anos, é patrimônio histórico de resistência negra na cidade de Santa Maria, tombado em âmbito municipal em 2004 (Lei nº 4809/04) e, em 21 de dezembro desse mesmo ano, sancionado pelo Governo do Estado a Lei n° 12.183. O museu está localizado na Rua Silva Jardim, 1407, Bairro Rosário. E a visitação pode ser feita através de agendamento. Para obter outras informações a respeito do Museu Treze de Maio e da Exposição Fotográfica Itinerante Olhares Negros, acesse a página do facebook do Treze www.facebook.com/museutreze.demaio, ou entre em contato pelo telefone (55) 9906 8255 (com Nei D’Ogum) ou ainda pelo e-mail museutrezedemaiosm.nucom @gmail.

Fonte: Prefeitura de Santa Maria



Mais sobre audiodescrição