Senador defende audiodescrição na TV

O senador Paulo Paim (PT-RS) defendeu a retomada do cronograma de implantação da audiodescrição na televisão brasileira, prevista na portaria 310/2006 do Ministério das Comunicações, beneficiando os mais de 16 milhões de brasileiros que têm deficiência visual. Audiodescrição é a descrição de todas as informações que estão nas imagens, mas que não estão contidas nos diálogos, como o meio ambiente, a mudança de tempo e espaço e os créditos, por exemplo. Isso deve ser feito de uma forma que permita ao deficiente visual entender melhor tudo o que se passa no que está sendo transmitido pela televisão. Paim explicou que a portaria foi revogada, mas o Ministério Público obteve na Justiça decisão favorável à sua aplicação. O Ministério das Comunicações, no entanto, ainda pode recorrer. Pela portaria, cada emissora deveria exibir duas horas diárias de audiodescrição, aumentando esse tempo em mais duas horas a cada ano. "A importância desse sistema para atender às pessoas com deficiência é fundamental. Tais direitos estão vinculados aos direitos humanos, ao direito de acesso à informação e, portanto, não podem ser retirados simplesmente", argumentou Paulo Paim. Fonte: Agência Senado

Mais sobre audiodescrição
Nem todos os cidadãos conseguem ter acesso ao conteúdo que passa na televisão da mesma
Sou Flávia Machado, uma entusiasta da audiodescrição, quero te convidar para compartilhar com outras pessoas
A Ancine e o setor decidiram quais vão ser os tipos de arquivos com audiodescrição


Mais sobre audiodescrição
Nem todos os cidadãos conseguem ter acesso ao conteúdo que passa na televisão da mesma
Sou Flávia Machado, uma entusiasta da audiodescrição, quero te convidar para compartilhar com outras pessoas
A Ancine e o setor decidiram quais vão ser os tipos de arquivos com audiodescrição