Universidade recebe equipamentos para audiodescrição

A Uesb acaba de receber equipamentos de audiodescrição adquiridos pelo Banco do Nordeste do Brasil, via linha de financiamento no âmbito da cultura. Já estão disponíveis softwares, televisores 3D, aparelhos de blu-ray disc, cadeiras e mesas adaptadas para cadeirantes, scanner de voz para quatro idiomas, dentre outros, que serão utilizados pelo leitor com deficiência na Biblioteca Setorial Jorge Amado, em Jequié, e no Núcleo de Ações Inclusivas para Pessoas com Deficiência (Naipid), em Itapetinga.

Equipamentos para audiodescrição

A professora responsável pelo projeto, Marina Helena Chaves, diz estar feliz com a chegada dos equipamentos de audiodescrição, ao explicar como ele foi elaborado. "Nós encaminhamos um projeto via edital como forma de garantir a acessibilidade das pessoas com deficiência visual, física e auditiva. Nesse caso específico, a pessoa cega ou com baixa visão será beneficiada com o equipamento de audiodescrição, que é o mesmo equipamento usado em tradução simultânea. Logo, vai permitir que essas pessoas possam assistir a um filme, contando com a cabine acústica, onde o narrador ficará sentado, descrevendo cenas de uma peça teatral, um espetáculo de dança ou um evento científico, que poderão ser ouvidas graças aos fones de ouvido, com uma central de intérpretes", avalia.

Ainda segundo a professora Marina Helena, a Uesb sai na frente quando o assunto é inclusão da pessoa com deficiência na Bahia. "Hoje os equipamentos de audiodescrição são algo que está sendo utilizado em grandes auditórios, nas grandes cidades. Jequié sai na frente nessa tentativa de inclusão da pessoa com deficiência, não só no ensino superior como na comunidade, porque esse recurso será muito benéfico para a Associação Jequieense de Cegos (Ajece), que é uma instituição parceira da Uesb. Esses aparelhos também foram adquiridos para o campus de Itapetinga. Então é uma forma de possibilitar às pessoas com deficiência o direito inalienável à cultura, que está no âmbito dos direitos humanos", pontua Chaves.

Para o prefeito de campus de Jequié, Adriano Rodrigues Brandão, esse é mais um avanço da Universidade que impulsiona o desenvolvimento regional. "A Uesb vem desenvolvendo diversos projetos na área de acessibilidade, inclusão e permanência. Estamos muito felizes porque esses equipamentos de audiodescrição vão favorecer todos os alunos cegos e com baixa visão que temos nos diversos cursos, e agora vai facilitar esse trabalho para as pessoas que têm necessidades educacionais especiais. Esses equipamentos também são úteis para área de apresentações e seminários. Quando tiver algum palestrante estrangeiro, por exemplo, vai existir a possiblidade de ser traduzido aquilo que está sendo discutido. Então é um avanço não só a área de inclusão da pessoa com deficiência, mas também no âmbito geral, inclusive da comunicação e no relacionamento que a Universidade tem mantido com outras instituições de outros países", conclui.

Fonte: Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Mais sobre audiodescrição
Em breve, o aplicativo MovieReading, criado para proporcionar acessibilidade (audiodescrição e legendas) para filmes exibidos
Baseado em diversos dados, Ángel García Crespo, professor e pesquisador da Universidade Carlos III de
Em breve, pessoas com deficiências auditivas ou visuais terão muito mais acesso aos cinemas americanos.


Mais sobre audiodescrição
Em breve, o aplicativo MovieReading, criado para proporcionar acessibilidade (audiodescrição e legendas) para filmes exibidos
Baseado em diversos dados, Ángel García Crespo, professor e pesquisador da Universidade Carlos III de
Em breve, pessoas com deficiências auditivas ou visuais terão muito mais acesso aos cinemas americanos.