O Som das Cores: inédito no teatro infantil de Minas

A partir do poema “O Cego” do checo Rainer Maria Rilke e do livro “O Som das Cores” do taiwanês Jimmy Liao, além das influências de várias fantasias cinematográficas, o espetáculo "O Som das Cores" traz a história de Lúcia, uma adolescente que perde a visão aos 15 anos e pensando que seu cachorro havia fugido com seus olhos, sai em busca dele. No subterrâneo das estações do Metrô e fora delas enfrenta perigos, derrota inimigos, e a tentativa de recuperar sua visão se transforma na maior aventura de sua vida. Através de uma trama inspirada em filmes de aventura somada a uma trilha composta pela banda “Graveola e o Lixo Polifônico”, o espetáculo conta, de maneira fantasiosa, as aventuras e desventuras da personagem e sua busca por algo provavelmente impossível: recuperar sua visão.

O Som das Cores

Catibrum Teatro de Bonecos apresenta de 8 a 23 de fevereiro no teatro Funarte o espetáculo “ O Som das Cores dentro da programação da 40ª campanha de popularização de teatro e dança.

"O Som das Cores" confirma como a magia do Teatro de Animação pode ser transformada em uma trama envolvente. Inspirado em famosas fantasias literárias, o espetáculo conta a história da jovem Lúcia, que se aventura no mundo do impossível. Do subterrâneo das estações de metrô ao universo infinito de sua imaginação, ela terá que enfrentar seus medos e todos os seus inimigos. Um espetáculo para todas as idades.

Após a temporada em BH, O Som das Cores segue em circulação com apresentações em Curitiba, Recife, Rio de Janeiro, Fortaleza e Florianópolis.

O destaque dessa temporada em Belo Horizonte é o uso de aparelhagem de audiodescrição o que permitirá a compreensão do espetáculo por deficientes visuais, uma iniciativa inédita em BH no teatro infantil. Em cada sessão serão disponibilizados 10 fones de ouvido para captação da descrição do espetáculo. A audiodescrição permite a inclusão de pessoas com deficiência visual em cinema e nas artes cênicas. Segundo dados do IBGE, no Brasil existem aproximadamente 16,5 milhões de pessoas com deficiência visual total e parcial, que encontram-se excluídos da experiência audiovisual e cênica.

Serviço:

O Som das Cores – Cia Catibrum Teatro de Bonecos

Local: Funarte MG – Rua Januária, 68. Bairro Floresta – BHte
Horários: Sábados e domingos às 16h
Data: de 8 a 23 de fevereiro
Preço: R$8,00 valor promocional para venda antecipada nos postos Sinparc; R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia) para compra na bilheteria do teatro.

Ficha artística:

Dramaturgia e Direção: Lelo Silva
Produção Executiva: Adriana Focas
>Intérpretes: Daniela Perucci, Leandro Marra, Patrícia Rache e Aurora Majnoni
Trilha Sonora: Banda “Graveola e o Lixo Polifônico
Consultoria: Flávio Oliveira
Preparação Corporal: Ana Amélia Cabral
>Criação e Construção da Estrutura cênica: Tim Santos
Criação e desenho dos Bonecos: Eduardo Santos
Construção dos Bonecos: Eduardo Santos, Lelo Silva, Leandro Marra, Tim Santos, Giulliana Gambogi e Marcos Moura
Criação da Luz: Lelo Silva
Sonoplastia: Tim Santos

Catibrum Teatro de Bonecos:
Lelo Silva (31) 8652-8166.

O SOM DAS CORES

O Som das Cores

A Catibrum mantém sua proposta de utilizar o boneco como objeto de interpretação e com o "O Som das Cores" mostra mais uma vez, como é possível transformar a mágica do teatro de animação em um espetáculo com grandes atuações e imagens surpreendentes em uma trama envolvente para todas as idades.

Mais sobre audiodescrição
A partir deste sábado, 5, estarão abertas as inscrições para a quinta edição do Programa
Paradinha Cerebral faz parte do Circuito Cultural Cidade Olímpica. A peça foi um dos projetos
Atualmente, é possível acomodar em um mesmo espetáculo um público de surdos, que acompanha uma


Mais sobre audiodescrição
A partir deste sábado, 5, estarão abertas as inscrições para a quinta edição do Programa
Paradinha Cerebral faz parte do Circuito Cultural Cidade Olímpica. A peça foi um dos projetos
Atualmente, é possível acomodar em um mesmo espetáculo um público de surdos, que acompanha uma