Paixão de Cristo de Gravataí retorna com recursos de acessibilidade

Quem passa pelo estádio Aldeião, em Gravataí (RS), aos finais de semana, já pode notar uma intensa movimentação. Não! Não se trata de mais um ensaio do CTG Aldeia dos Anjos. São produtores, atores, técnicos e diretores da Cia de Atores Independentes, responsável pela realização do espetáculo teatral Paixão de Cristo, em parceria com a Fundarc e Prefeitura Municipal de Gravataí. A intensa rotina de ensaios começou em fevereiro, logo após a assinatura do contrato de patrocínio com a Concepa, que se aliou ao projeto valendo-se dos benefícios da Lei Rouanet.

Com um novo perfil de gestão, focado na qualificação de seu corpo artístico e administrativo, a Cia de Atores Independentes retoma o evento, dois anos após ter sido bruscamente interrompido. "Aproveitamos este período para analisar, refletir e buscar um novo modelo de gestão que nos garantisse mais autonomia", explica o coordenador e diretor artístico do projeto, o ator Paulo Adriane, que vive, no espetáculo, o papel de Jesus. "A oportunidade de poder oferecer benefícios fiscais e de marketing para empresas que queiram se aliar a esta iniciativa cultural é um dos indicativos de que a companhia amadureceu e está determinada a transformar a Paixão de Cristo em um dos mais importantes eventos culturais da Região Metropolitana de Porto Alegre", diz, entusiasmado.

A Paixão de Cristo de Gravataí acontecerá nos próximos dias 16 e 17 de abril, às 20h30min, no Parcão, com entrada franca, em uma grande estrutura montada ao ar livre, com ampla acessibilidade e envolvimento da comunidade local. A principal novidade desta oitava edição é a realização de uma sessão de audiodescrição, que favorecerá a apreciação do espetáculo para até 100 deficientes visuais. A sessão especial ocorrerá no dia 17. Será preparada uma cabine acusticamente isolada de onde um narrador transmitirá aos usuários, por meio de equipamento específico, sem fio, com fones de ouvido. "Este recurso garante a compreensão, em igualdade de condições, de todo espetáculo por parte das pessoas com deficiência", assegura Adriane.

Dedicação da comunidade

Com texto e direção cênica de Daniel Assunção, o espetáculo teatral Paixão de Cristo de Gravataídescreve os eventos e os sofrimentos – físicos, espirituais e mentais – de Jesus nas horas que antecederam seu julgamento e sua execução através da crucificação. Pra contar esta história cultuada em várias cidades do mundo, cerca de 100 profissionais, entre artistas, técnicos e produtores, de destacada atuação no cenário gaúcho, foram convidados. "É a maior produção artístico/teatral realizada no município", destaca Paulo Adriane. "Além disso, conta com a participação de diversos moradores da cidade, que se dedicam ­­de corpo e alma à extenuante rotina de ensaios, que ocorrem aos sábados e domingos", diz. Outro diferencial do espetáculo é que é um dos únicos realizado em uma arena com arquibancadas

Apresentado desde 1999, a Paixão de Cristoé, hoje, um dos principais eventos culturais do Vale do Gravataí, atraindo um público superior a 12.000 expectadores nos dois dias de apresentação. Desde 2010, está inserido no calendário oficial da Prefeitura de Gravataí e é ansiosamente aguardado pela população gravataiense. Em 2014, comemora-se 15 anos da realização da primeira edição do evento.

Com uma produção primorosa, A Paixão de Cristo de Gravataí tem direção musical de Everton Rodrigues, figurinos de Glau Barros, cenário e adereços: Dealynson Veiga, coreografias de Sayonara Sossa, direção de produção de Renata Becker, produção executiva de Vinicius Soares, planejamento cultural e assessoria de imprensa de Silvia Abreu. No elenco, nomes premiados do cenário gaúcho, como o ator Sirmar Antunes, as atrizes Glau Barros, Vanessa Greff, Cris Clezar, entre outros.

SERVIÇO:

O quê? Paixão de Cristo de Gravataí, com a Cia. d­e Atores Independentes. Texto e direção cênica de Daniel Assunção

Quando? Dias 16 e 17 de abril de 2014, quarta e quinta-feira, às 20h30min

Onde? Parcão de Gravataí, Parada 79, Centro

Quanto? Entrada franca

Acessibilidade para cadeirantes, obesos e audiodescrição no dia 16 para deficientes visuais.

Fonte: Assessoria de Imprensa Silvia Abreu

Mais sobre audiodescrição
Neste ano o Auto da Paixão ampliou ainda mais o seu projeto de inclusão, proporcionando
A partir desta quarta-feira (16) começam as apresentações da 18ª Paixão de Cristo do Recife,
São Paulo completa 460 anos amanhã e por toda a Cidade haverá atividades e celebrações.


Mais sobre audiodescrição
Neste ano o Auto da Paixão ampliou ainda mais o seu projeto de inclusão, proporcionando
A partir desta quarta-feira (16) começam as apresentações da 18ª Paixão de Cristo do Recife,
São Paulo completa 460 anos amanhã e por toda a Cidade haverá atividades e celebrações.