Teatro Oi Futuro Flamengo e Ipanema regularmente terão programação com acessibilidade

A partir da peça "Uma Vida Boa", dia 27 de abril, no Oi Futuro Flamengo, uma apresentação a cada mês terá recursos de acessibilidade para pessoas com deficiência visual e auditiva. O projeto acontece na programação dos teatros do Oi Futuro Flamengo e Ipanema, e tem como objetivo incluir pessoas com deficiência auditiva, visual (cegos e pessoas com baixa visão), intelectual, com síndrome de Down, autistas e disléxicos na programação teatral da cidade. Realizado pela Lavoro Produções, empresa pioneira na criação de projetos culturais com acessibilidade, o projeto oferece, por meio dos recursos da audiodescrição, legendas e Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), mais acesso e conforto às pessoas com deficiências a espetáculos de teatro. A estreia acontece dia 27 de abril, às XX h, com a peça "Uma Vida Boa", de Rafael Primot, com direção de Diego Liberano.

Em 2014, uma vez por mês, um dos espetáculos que cumprem temporada no Oi Futuro será apresentado com os recursos de acessibilidade, sem que o público tenha que pagar a mais por isso. "Entramos na programação já existente no teatro para proporcionar às pessoas com deficiência acesso e participação na vida cultural da cidade", explica a coordenadora da Lavoro Produções, Lara Pozzobon, que idealizou o projeto junto com a especialista em audiodescrição Graciela Pozzobon.

"O Oi Futuro tem um posicionamento pioneiro no Brasil na promoção da acessibilidade à cultura de pessoas com deficiência, seja apoiando projetos que atendem a esse público, seja investindo na acessibilidade arquitetônica e informativa de seus centros culturais", diz Roberto Guimarães, Diretor de Cultura do Oi Futuro. "Agora iniciamos o projeto Acessibilidade no Teatro Klauss Vianna, em Belo Horizonte, e no Rio de Janeiro, no Oi Futuro Flamengo e Ipanema, reafirmando a vocação do instituto de responsabilidade social da Oi para a democratização do acesso à cultura e à valorização da diversidade", completa Guimarães.

"A produção de recursos de acessibilidade é uma prática nova no Brasil e no mundo, e por isso precisa que pessoas sensíveis se aproximem. A audiodescrição é uma técnica muito interessante de se trabalhar e normalmente quem conhece não quer parar. Há um mercado de trabalho que se abre aos poucos e como existem poucas iniciativas que disponibilizam o recurso, há muito a ser feito. Em qualquer lugar há uma pessoa com deficiência visual ou auditiva querendo ser incluída plenamente nas manifestações culturais", explica a coordenadora de acessibilidade Graciela Pozzobon.

SERVIÇO:

Uma Vida Boa – Sessão Acessibilidade no Teatro – Oi Futuro Flamengo

Classificação indicativa: 18 anos

Duração: 80 minutos

Data: 27 de abril, domingo e 18 de maio, domingo.

Horário: 20h

Local: Teatro Oi Futuro Flamengo, Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo.

Tel. (21) 3131-3060

Lotação do teatro: 72 pessoas

Ingressos: R$ 20,00 (inteira) / R$ 10,00 (meia-entrada para idosos acima de 65 anos, estudantes, professores da rede pública e pessoas com deficiência)

Fonte: Lavoro Produções

Mais sobre audiodescrição
A partir deste sábado, 5, estarão abertas as inscrições para a quinta edição do Programa
Paradinha Cerebral faz parte do Circuito Cultural Cidade Olímpica. A peça foi um dos projetos
Atualmente, é possível acomodar em um mesmo espetáculo um público de surdos, que acompanha uma


Mais sobre audiodescrição
A partir deste sábado, 5, estarão abertas as inscrições para a quinta edição do Programa
Paradinha Cerebral faz parte do Circuito Cultural Cidade Olímpica. A peça foi um dos projetos
Atualmente, é possível acomodar em um mesmo espetáculo um público de surdos, que acompanha uma