Empresa apresenta software de audiodescrição na Grécia

A Polaris Soluções Web, empresa incubada na Inbatec/UFLA, apresentou o software de audiodescrição de imagens AudioImagem na 16a Conferência Internacional em Interação Humano-Computador, realizada na Grécia, de 22 a 27 de junho. A empresa foi representada pelo seu sócio-proprietário e professor da UFLA, José Monserrat Neto, que apresentou o artigo “Avaliação de Usabilidade de um Sistema Web para Audiodescrição de Imagens Espacialmente Orientada Direcionado para Usuários com Deficiência Visual”. Na ocasião, Monserrat explicitou  o contexto educacional, social e tecnológico do software, detalhando suas características e o seu diferencial: trata-se de um sistema web independente de plataforma no qual o usuário com deficiência visual pode interagir com as imagens e “ouvi-las”, usando mouse, tablet para desenho, tablet de uso geral ou monitor com tela touch-screen.

Pelo software, é possível demarcar áreas dentro de uma figura, descrever tais áreas associando um áudio de descrição para cada uma delas e, ainda, disponibilizar a imagem, já audiodescrita, em sites da Web. Os programas existentes atualmente são leitores de tela que se limitam a transformar arquivos de textos em sons. Há também alguns sites que fazem a audiodescrição da imagem como um todo. A proposta desenvolvida pelo professor permite uma audiodescrição espacialmente interativa com a figura, em que o usuário “passeia” pela imagem (mouse, tablet ou tela touch-screen) e ouve a figura e suas diversas áreas demarcadas.

Também foi apresentada no evento uma avaliação de usabilidade da tecnologia, realizada por meio de um teste de usabilidade, em que participaram cinco alunos com deficiência visual. Nesta avaliação, cada usuário realizou 12 tarefas, através da audiodescrição. Em média, os cinco usuários completaram 70% das tarefas e ficaram muito satisfeitos com a possibilidade de interagir e ouvir as imagens. A avaliação também permitiu identificar os pontos fracos do software e indicar possíveis soluções, como a “linha sonora” e a “navegação direcionada”.

O projeto é apoiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) para pesquisa e desenvolvimento do software, através da constituição do Núcleo de Pesquisas em Acessibilidade, Usabilidade e Tecnologia Assistiva (Alcance), integrante da rede de pesquisa do Centro Nacional de Referência em Tecnologia Assistiva (CNRTA). A previsão é de que o produto esteja em processo de conclusão no final de 2015.

Inbatec

A Incubadora de Empresas de Base Tecnológica da UFLA (Inbatec) é o órgão responsável pelo processo de incubação de empresas de base tecnológica e pelo desenvolvimento da cultura empreendedora no âmbito da UFLA. Durante o processo de incubação, as empresas selecionadas são abrigadas e recebem apoio e orientação para se desenvolver. Os empreendimentos de base tecnológica são aqueles cujos produtos, processos ou serviços são gerados a partir de resultados de pesquisas aplicadas, nas quais a tecnologia representa um alto valor agregado.

Vinculada ao Núcleo de Inovação Tecnológica da UFLA ( Nintec), a Inbatec apoia empreendimentos relacionados à comunidade universitária: de alunos de graduação e de pós-graduação da UFLA; pesquisadores, docentes e técnicos administrativos; servidores públicos ativos e iniciativos; e empreendedores da iniciativa privada, desde que estejam associados com algum membro da comunidade universitária.

Fonte: ASCOM / UFLA

Mais sobre audiodescrição
Quem disse que arte e tecnologia não podem andar de mãos dadas? Para provar que
O terceiro dia da CinemaCon 2017 contou com a primeira palestra sobre acessibilidade em salas
Em 2017, 50% dos cinemas das redes com mais de 21 salas deverão estar equipados


Mais sobre audiodescrição
Quem disse que arte e tecnologia não podem andar de mãos dadas? Para provar que
O terceiro dia da CinemaCon 2017 contou com a primeira palestra sobre acessibilidade em salas
Em 2017, 50% dos cinemas das redes com mais de 21 salas deverão estar equipados