Maxilar Viril: com audiodescrição em BH

No mês de julho, o projeto Teatro Acessível no Oi Futuro Klauss Viana tem o prazer de levar recursos de acessibilidade para Maxiliar Viril, o novo espetáculo da Cia. Maldita de Investigação Teatral, companhia belo-horizontina que tem uma trajetória aplaudida no teatro autoral e de experimentação e que inicia agora as comemorações pelos seus 10 anos de existência.

No dia 5 de julho, sábado, a apresentação de Maxilar Viril vai ser feita com o acréscimo de recursos de acessibilidade, tais como audiodescrição, legendas em closed caption e intérpretes de LIBRAS (Lingua Brasileira de Sinais), com o objetivo de incluir pessoas com deficiência visual, auditiva, intelectual, autistas, disléxicos e com síndrome de Down. A ideia é que esses espectadores possam aproveitar o espetáculo, com independência e fluidez. É teatro para ver mesmo sem enxergar, para ouvir mesmo sem escutar. Arte para sentir de todas as formas, enfim. O projeto Teatro Acessível é uma iniciativa da Oi Futuro com realização da Lavoro Produções.

Escrito por Amaury Borges, a partir da "História do lagarto que tinha o costume de jantar suas mulheres", do jornalista e pensador uruguaio Eduardo Galeano, o espetáculo Maxilar Viril investiga o mito da violência na tragédia contemporânea, atualizando o contexto do conto uruguaio para a sociedade urbana atual. No espetáculo, a Maldita Cia. inaugura a pesquisa da linguagem do "concerto épico-dramático", influenciada por princípios experimentados pela companhia ao longo de seus 10 anos de trabalho, tais como o teatro como arte do encontro e a inserção estratégica do espectador na cena. No elenco estão Elba Rocha, Amaury Borges, Fernando Barcellos e Lenine Martins. A dramaturgia e direção ficam a cargo de Amaury Borges.

Maxilar Viril é um espetáculo que subverte a relação palco e plateia, já que estimula a interação sinestésica com o espectador e a ocupação e a inversão de espaços, resultando sempre na criação de autorias dramatúrgicas próprias, colocando o espectador num papel atuante dentro da dinâmica teatral.

Maxilar Viril evidencia a narrativa da existência extrema e solitária de apenas dois seres no mundo, um homem e uma mulher. Diferente do mito da gênese bíblica judaico-cristã (Eva e Adão), conta sobre a presença "ilhada" de um filho meio homem, meio lagarto e sua mãe protetora como os últimos da espécie. Os demais personagens da peça são as memórias que revelam ausências e onipresenças, como a figura do pai morto, as noivas, a comunidade e os próprios espectadores incluídos na dramaturgia.

Maxilar Viril: SERVIÇO

Maxilar Viril – Sessão Teatro Acessível
Classificação: 16 anos
Data: 5 de julho, sábado, às 21h
Local: Teatro Oi Futuro Klauss Vianna – Avenida Afonso Pena, 4001, Mangabeiras
Ingressos: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada conforme a lei)
Informações para o público: (31) 3229-2979

Mais sobre audiodescrição
A partir deste sábado, 5, estarão abertas as inscrições para a quinta edição do Programa
Paradinha Cerebral faz parte do Circuito Cultural Cidade Olímpica. A peça foi um dos projetos
Atualmente, é possível acomodar em um mesmo espetáculo um público de surdos, que acompanha uma


Mais sobre audiodescrição
A partir deste sábado, 5, estarão abertas as inscrições para a quinta edição do Programa
Paradinha Cerebral faz parte do Circuito Cultural Cidade Olímpica. A peça foi um dos projetos
Atualmente, é possível acomodar em um mesmo espetáculo um público de surdos, que acompanha uma