Ministério da Cultura articulou estágio para audiodescritores e legendistas na Inglaterra

A Secretaria da Economia Criativa do Ministério da Cultura (SEC/MinC), em parceria com o British Council, articulou uma oportunidade de estágio sobre acessibilidade cultural em duas das mais renomadas instituições do Reino Unido: a Stagetext e VocalEyes, que promovem a acessibilidade cultural por meio da áudio-descrição e legendagem nos projetos de arte do Reino Unido. A iniciativa das organizações busca promover o acesso de pessoas com necessidades especiais à produção e difusão cultural e artística.

Imagem como Símbolo acústico: a semiótica aplicada a prática da audiodescrição

Capa: No topo, há uma imagem de fundo preto contendo freqüências de ondas sonoras coloridas, representadas por traços em zig-zags. Logo abaixo, o nome da autora Flávia Mayer em laranja, e o título do livro em verde: Imagem como Símbolo acústico. Em laranja o subtítulo: a semiótica aplicada a prática da audiodescrição. Por toda a lateral esquerda, uma faixa vermelha desce verticalmente pela capa. No canto inferior direito, a logomarca da editora: Novas Edições Acadêmicas e o seu ícone – três hexângulos sobrepostos e de diferentes tamanhos, nas cores verde, amarelo e vermelho.

Experimente o MovieReading nas sessões de A Despedida

Inclusão no Cinema – "A Despedida" será exibido na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo com novo recurso de acessibilidade. O filme, dirigido por Marcelo Galvão e protagonizado por Nelson Xavier e Juliana Paes, contará com o MovieReading, exclusivo aplicativo para pessoas com deficiência visual e auditiva

TELEs sugerem uso do FUST para financiar acessibilidade nas telecomunicações

A consulta pública para recolher contribuições referentes à elaboração do Regulamento Geral de Acessibilidade pela Anatel foi encerrada com 108 contribuições. Muitas delas, apresentadas pelas operadoras, defendem o uso do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust), “que tem por objetivo o cumprimento de obrigações de universalização de serviços de telecomunicações, poderia ser utilizado como forma de fomentar o acesso universal aos serviços, possibilitando assim igualdade de oportunidades na sociedade”.

Justiça Vidente: artigo de Fábio Adiron

Segundo a Enciclopédia de Filosofia de Christoph Lumer, a justiça é um conceito abstrato que se refere a um estado ideal de interação social em que há um equilíbrio razoável e imparcial entre os interesses, riquezas e oportunidades entre as pessoas envolvidas em determinado grupo social. Suas concepções e aplicações práticas variam de acordo com o contexto social e sua perspectiva interpretativa, sendo comumente alvo de controvérsias.