A Audiodescrição Como Recurso de Acessibilidade ao Conhecimento no Ensino Superior a Distância

O presente trabalho, intitulado Audiodescrição no Ensino Superior a Distância, apresenta os resultados preliminares de uma pesquisa realizada no âmbito do Ensino Superior na modalidade à distância, oferecido pelo Centro de Educação a Distância da Universidade Estadual de Santa Catarina – CEAD/UDESC. A pesquisa que está sendo realizada visa qualificar o processo de produção de materiais didáticos, com foco inicial nos Cadernos Pedagógicos utilizados no curso de Licenciatura em Pedagogia, de forma a torná-los mais acessíveis, principalmente para pessoas com deficiência visual que necessitam de leitores de texto para acesso ao seu conteúdo.

A proposta é criar diretrizes para que se faça uso do recurso de Tecnologia Assistiva chamado audiodescrição. Com sua utilização, imagens, ilustrações e outros recursos visuais importantes para compreensão e elaboração conceitual tornar-se-ão acessíveis a todos. Este é um importante passo para equiparar as condições de acesso aos conhecimentos a todos acadêmicos do curso, além de trazer para o âmbito da formação inicial de professores a discussão acerca da Educação Inclusiva e esse recurso existente.

Leia a íntegra deste trabalho elaborado por Geisa Letícia Kempfer, Solange Cristina da Silva e Carla Peres Souza.

Mais sobre audiodescrição
O cinema, como arte audiovisual, se comunica por meio de uma linguagem. No que se
A Editora Catarse lançou o Manual de audiodescrição para produtos jornalísticos laboratoriais impressos, de Daiana
Este artigo, intitulado Problematização da Acessibilidade Comunicativa para Pessoas com Deficiência, promove a problematização inicial


Mais sobre audiodescrição
O cinema, como arte audiovisual, se comunica por meio de uma linguagem. No que se
A Editora Catarse lançou o Manual de audiodescrição para produtos jornalísticos laboratoriais impressos, de Daiana
Este artigo, intitulado Problematização da Acessibilidade Comunicativa para Pessoas com Deficiência, promove a problematização inicial