Formação em Acessibilidade para o Audiovisual

Debater a falta de acessibilidade dos deficientes visuais e ao mesmo tempo qualificar os realizadores de produtos audiovisuais são os principais objetivos do N IMAGENS – Formação em acessibilidade para o audiovisual, que acontecerá entre os dias 24 a 27 de fevereiro, na Biblioteca Pública do Estado da Bahia. O evento será distribuído entre seminário, oficinas e sessão de cinema, com a abordagem de temas que contemplam a poética da acessibilidade e a universalização dos bens culturais. Todas as atividades serão transmitidas via internet e terão os serviços de audiodescrição e Libras (Língua Brasileira dos Sinais).

Projeto N Imagens - Formação em acessibilidade para o audiovisual

Projeto N Imagens – Formação em acessibilidade para o audiovisual sensibiliza e qualifica produtores de audiovisual sobre acessibilidade. Nova instrução normativa da Ancine aquece o debate.

O primeiro dia da Formação em acessibilidade para o audiovisual será voltado para o seminário, que acontecerá no auditório Cátia Matoso, com os seguintes temas: “A poética da acessibilidade Recursos adaptativos ao audiovisual”, “A tela como lugar de apreciação estética” e “A universalização do acesso aos bens culturais”, além da exibição do longa “Simone”(2013), de Juan Zapata. A partir do segundo dia, o evento oferece duas oficinas, que serão realizadas na sala de projeção. A primeira ocorrerá entre os dias 25, 26 e 27/02, das 8h30 às 12h30, com o tema Cinema acessível: Uma introdução às possibilidades da audiodescrição, com a audiodescritora e roteirista Letícia Schwartz. E a segunda oficina acontecerá no dia 25/02, das 14h às 18h, com o tema “Como fazer um filme inclusivo – A educação visual da pessoa com deficiência visual para o cinema”, com Bell Machado, audiodescritora e professora de história do cinema.

Toda a grade da Formação em acessibilidade para o audiovisual é gratuita, entretanto, quem deseja participar das oficinas deve encaminhar carta de interesse e justificativa para o e-mail seminarionimagens@gmail.com, trazendo como título "oficinas" ou acessar o blog do evento no qual também é possível encontrar toda a programação e acesso ao perfil dos participantes.

Formação em acessibilidade para o audiovisual: Especialistas apoiam

O projeto N IMAGENS – Formação em acessibilidade para o audiovisual reunirá especialistas na área do audiovisual acessível, como as pesquisadoras Letícia Schwartz, de Porto Alegre (RS), Bell Machado, de Campinas (SP), além de pesquisadores audiodescritores locais como Sandra Rosa Farias, Manoela Cristina da Silva e realizadores ativos do cenário cultural como o cineasta e diretor do Instituto Baiano de Radiodifusão (Irdeb) José Araripe Jr., o realizador audiovisual Adriano Big e Marcondes Dourado, diretor da Diretoria de Audiovisual (Dimas).

O N Imagens é um projeto possível graças ao apoio da Fundação Cultural do Estado da Bahia através do EDITAL 18/2013 – Setorial de Audiovisual 2014 em parceria com a SUDEF – Superintendência dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Rede Cultura e Saúde e Representação Regional do MINC para os Estados da Bahia e Sergipe.

Formação em acessibilidade para o audiovisual – Exibição de filme

Dentro da programação da Formação em acessibilidade para o audiovisual, acontecerá um seminário em que consta ainda a exibição do filme com audiodescrição SIMONE, de Juan Zapata. A sessão acontece às 15 horas do dia 24 de fevereiro na Sala Walter da Silveira e é aberta para o público, mesmo que não esteja inscrito na programação do seminário ou oficinas. O filme possui classificação indicativa de 16 anos.

Programação

Seminário N IMAGENS – Formação em acessibilidade ao audiovisual Seminário, Oficinas e Sessão de Cinema

Quando: 24/02/2015 das 08:30 às 17:30h
Onde: Sala de Projeção Biblioteca Pública do Estado, Barris.

08h30- Mesa de abertura e Número artístico, com Helder de Carvalho
09:00h – Painel 1:  A poética da acessibilidade- Recursos adaptativos  ao audiovisual
Com Manoela Cristina da Silva, coordenadora do grupo Tradução, Mídia e Audiodescrição (TRAMAD);  Letícia Schwartz , audiodescritora e sócia da empresa
Mil Palavras Acessibilidade Cultural; Sandra Rosa Farias,  professora da Uneb e membro da TRAMAD.

10h30 – Painel 2:  A tela como lugar de apreciação estética
Palestrantes: Jose Araripe Jr. – Diretor Geral do IRDEB/TVE-BAHIA e Adriano Big – Diretor e roteirista.

13h25 – Painel 3:  A universalização do acesso aos bens culturais
Palestrantes: Bell Machado – Professora de história do cinema, audiodescritora e especialista em acessibilidade cultural/UFRJ;   Ednilson Sacramento, coordenador do N Imagens, bacharel em Humanidades e presidente do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência de Salvador.

15h00 – Exibição do filme Simone, com audiodescrição, de Juan Zapata, na sala Walter da Silveira (subsolo), Barris.

Oficina I Cinema acessível: Uma introdução às possibilidades da audiodescrição,  com Letícia Schwartz
Quando: 25, 26 e 27/02, das 8h30 às 12h30
Onde: Sala de Projeção Biblioteca Pública do Estado, Barris.

Oficina II: Como fazer um filme inclusivo – A educação visual da pessoa com deficiência visual para o cinema, com Bell Machado
Quando: 25/02 das 14h às 18h
Onde: Sala de Projeção da Biblioteca Pública do Estado, Barris.

Fonte: Revista Livre

Mais sobre audiodescrição
A Universidade Estadual do Ceará (UECE) e a Universidade Aberta do Brasil (UAB) oferecem cursos
O Itaú Cultural promove em dezembro a segunda edição do "Entre Arte e Acesso", evento
Objetivos: o curso de audiodescrição Da Imagem Estática a Palavra Falada tem por objetivo fornecer


Mais sobre audiodescrição
A Universidade Estadual do Ceará (UECE) e a Universidade Aberta do Brasil (UAB) oferecem cursos
O Itaú Cultural promove em dezembro a segunda edição do "Entre Arte e Acesso", evento
Objetivos: o curso de audiodescrição Da Imagem Estática a Palavra Falada tem por objetivo fornecer