Proposta de Parâmetros Descritivos para a Audiodescrição a luz da Tradução Audiovisual e Semiótica

Audiodescrição (AD) é uma modalidade de tradução intersemiótica na forma audiovisual, isto é, é um texto verbal escrito para ser ouvido, ao vivo, pré-gravado ou com auxílio de leitores de tela em computadores; por sua natureza voltada à acessibilidade visual, a audiodescrição contribui para o empoderamento e a inclusão sociocultural das pessoas com deficiência visual (PcDVs), no ambiente do trabalho, do lazer e da família. Tese intitulada Proposta de Parâmetros Descritivos para a Audiodescrição a luz da Tradução Audiovisual e Semiótica

No Brasil e no exterior, as pesquisas acadêmicas em audiodescrição, no âmbito dos Estudos da Tradução, têm privilegiado as imagens em movimento (cinema, teatro e ópera) em detrimento das imagens estáticas (pinturas, esculturas e arquitetura). Magalhães e Araújo (2012) perceberam a lacuna e propuseram o desenvolvimento de parâmetros descritivos de imagens artísticas que fossem voltados à instrumentalização de audiodescritores.

Esta tese dá sequência às pesquisas iniciadas por Magalhães e Araújo (2012) e seguidas por Oliveira Jr. (2011), ambos no escopo do projeto Procad/Capes 008/2007, intitulado Elaboração de um modelo de audiodescrição para cegos a partir de subsídios dos estudos de multimodalidade, semiótica social e estudos da tradução, celebrado entre os programas de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos da Universidade Federal de Minas Gerais (PosLin) e Linguística Aplicada da Universidade Estadual do Ceará (PosLA).

Antes de elaborar a proposta de parâmetros descritivos, etapa não concluída pelos trabalhos a que esta tese dá sequência, foi necessário conhecer alguns trabalhos realizados no Brasil, em ADs de pinturas artísticas, para compreender o modus faciendi de audiodescritores e, com base na análise desses trabalhos, desenvolvida à luz da revisitação à interface entre a tradução audiovisual acessível e a semiótica social multimodal, elaboramos a proposta de parâmetros descritivos de imagens artísticas, que se diferencia de outras abordagens descritivas de imagens artísticas pela teleologia e por colocar em diálogo duas diferentes áreas – a tradução audiovisual acessível e a semiótica social multimodal.

Leia a íntegra da tese de doutorado de Marisa Ferreira Aderaldo.

Mais sobre audiodescrição
O cinema, como arte audiovisual, se comunica por meio de uma linguagem. No que se
A Editora Catarse lançou o Manual de audiodescrição para produtos jornalísticos laboratoriais impressos, de Daiana
Este artigo, intitulado Problematização da Acessibilidade Comunicativa para Pessoas com Deficiência, promove a problematização inicial


Mais sobre audiodescrição
O cinema, como arte audiovisual, se comunica por meio de uma linguagem. No que se
A Editora Catarse lançou o Manual de audiodescrição para produtos jornalísticos laboratoriais impressos, de Daiana
Este artigo, intitulado Problematização da Acessibilidade Comunicativa para Pessoas com Deficiência, promove a problematização inicial