Matrículas abertas para curso de audiodescrição no SENAC-SP

Preparar alunos e profissionais de tradução, letras, rádio e TV, comunicação, cinema, locução e dublagem, com conhecimento prático e teórico, para que possam atuar como audiodescritores roteiristas, narradores e/ou consultores em teatros, cinema e televisão. Este é o objetivo do Curso de Audiodescrição Para Cinema, Teatro e Televisão oferecido pela unidade Lapa Cipião do SENAC, em nível de extensão universitária.

(carga horária: 160 horas)

Início: 27 de agosto de 2015

Término: 11 de dezembro de 2015

Aulas: terças, quintas e sextas-feiras

Horário: das 19:00 as 22:30

Atuação no mercado de trabalho
O profissional formado por este curso estará apto a elaborar roteiros de audiodescrição, fazer a narração ou dirigir a narração, revisão e testes de recepção em peças de teatro, filmes e programas de televisão, promovendo, desta forma a acessibilidade comunicacional para pessoas com deficiência visual, intelectual, idosos, pessoas com dislexia, autismo, déficit de atenção e outros públicos que são notadamente beneficiados pelo recurso.

Panorama de mercado
A audiodescrição começou a ser implementada na televisão brasileira em 1º de julho de 2011, como previsto pela Portaria do Ministério das Comunicações número 310/2006, alterada pela portaria 188/2010, sobre temas relativos à promoção da acessibilidade através da audiodescrição no serviço de rádio e difusão de sons e imagens e serviços de retransmissão de televisão. As emissoras de TV aberta que operam o sinal digital passaram a transmitir pelo menos duas horas por semana de programas com audiodescrição.

A carga horária de programas audiodescritos ampliou-se para quatro horas em julho de 2013 e será gradativamente ampliada, ao longo dos próximos dez anos, para a transmissão mínima de 20 horas semanais, o que aponta para a necessidade de formação de profissionais para atender à demanda das emissoras.

Pré-requisito e público-alvo

Destina-se a profissionais e alunos de graduação nas seguintes áreas: tradução, letras, rádio e TV, comunicação, cinema, locução e dublagem.

Idade mínima: 18 anos

Escolaridade mínima: Cursando o ensino superior

Método

Estão previstas estratégias que visam oferecer a reflexão sobre a ação e o desenvolvimento de competências profissionais, tais como:
– Apresentação e Discussão de Vídeo
– Atividade em Grupos com Apresentação em Plenária
– Atividade Individual de Internalização
– Brainstorming
– Diário de Bordo
– Dinâmica de Grupo
– Experimentação
– Exposição Dialogada
– Trabalho com Projetos
– Visita Técnica

Programa

Recursos de acessibilidade comunicacional
– Histórico da audiodescrição no Brasil e no mundo
– Leis e Decretos
– Políticas Públicas
– A Saga da implementação da audiodescrição da televisão brasileira
– Normas da ABNT
– Técnicas de Audiodescrição em diferentes suportes: cinema, televisão, DVD
– Tipos de Audiodescrição
– Funções do Audiodescritor
– Equipamentos
– Roteiros para audiodescrição
– Práticas vocais para narração da audiodescrição

Certificações

Aos alunos aprovados é conferido pelo Centro Universitário Senac certificado de conclusão de curso de Extensão Universitária.

Documentos para Matrícula

Apresentação dos documentos:
– RG
– CPF

Valor do curso: R$ 3153,00

Indicações Bibliográficas

Bibliografia básica:
* ARAÚJO, V. L. S.; ADERALDO, M. F. (org.) Os novos rumos da pesquisa em audiodescrição no Brasil. Curitiba: Editora CRV, 2013.
* MOTTA, L. M. V. M; ROMEU FILHO, P. (org.) Audiodescrição: transformando imagens em palavras. São Paulo: Secretaria de Estado da Pessoa com Deficiência,
2010.
* JIMENEZ HURTADO, C. Traducción y acessibilidad. Subtitulación para sordos y audiodescripción para ciegos: nuevas modalidades de traducción audiovisual.
Frankfurt:Peter Lang, 2007.

Bibliografia complementar:
* FILHO, D. Circo Eletrônico: fazendo TV no Brasil. Rio de Janeiro. Jorge Zahar, 2001.
* LIMA, F. J., GUEDES, L. C. e GUEDES, M. Áudio-descrição Orientações para uma prática sem barreiras atitudinais. Revista Brasileira de Tradução Visual,
Vol 2. 2010.
* MOTTA, L. M. V. Tradução Simultânea Como transformar imagens em palavras e permitir que crianças cegas ampliem sua percepção e seu repertório artístico
e escolar. Carta Fundamental Fevereiro 2010.
* MOTTA, L. M. V. Audiodescrição Recurso de Acessibilidade para Inclusão Cultural de Pessoas com Deficiência Visual. 2008.
* NOVAES, A. (Org). Muito Além do Espetáculo. São Paulo: Senac Editora, 2005.

Maiores informações

SENAC LAPA SCIPIÃO
Rua Scipião, 67 – SÃO PAULO – SP
TELEFONE: (11) 3475-2200

Fonte: Portal SENAC

Mais sobre audiodescrição
A Universidade Estadual do Ceará (UECE) e a Universidade Aberta do Brasil (UAB) oferecem cursos
O Itaú Cultural promove em dezembro a segunda edição do "Entre Arte e Acesso", evento
Objetivos: o curso de audiodescrição Da Imagem Estática a Palavra Falada tem por objetivo fornecer


Mais sobre audiodescrição
A Universidade Estadual do Ceará (UECE) e a Universidade Aberta do Brasil (UAB) oferecem cursos
O Itaú Cultural promove em dezembro a segunda edição do "Entre Arte e Acesso", evento
Objetivos: o curso de audiodescrição Da Imagem Estática a Palavra Falada tem por objetivo fornecer