Facebook quer tornar imagens acessíveis para cegos

Cerca de 1,5 bilhão de pessoas no mundo se conectam através do Facebook, mas deficientes visuais podem encontrar dificuldades para acessarem a plataforma. Pensando nisso, a rede social está procurando meios de atuar com essas pessoas através da sua equipe de acessibilidade.

Hoje, as pessoas cegas ou visualmente debilitadas podem escutar os feeds do Facebook a partir de leitores de tela, mas ainda não conseguem acompanhar as imagens da rede social. Matt King, primeiro engenheiro cego do Facebook, disse ao TechCrunch que é normal as pessoas comentarem as fotos ou dizerem algo sobre a publicação, sem explicaren exatamente o que ela é. O engenheiro ressaltou que essa dúvida prejudica os usuários cegos, pois não é possível saber sobre o que uma imagem trata.

Reprodução de página do Facebook

Reprodução

A proposta do Facebook para resolver esse problema é o desenvolvimento de uma ferramenta de reconhecimento de objetos que utiliza inteligência artificial e vai ajudar os usuários cegos a pelo menos terem uma noção do que se trata uma determinada foto. A empresa já está trabalhando no projeto e espera-se que até o final do ano um modelo já esteja disponível para web ou iOS.

Veja também: "PraCegoVer: uma proposta de audiodescrição de imagens para o Facebook".

Fonte: Olhar Digital

Mais sobre audiodescrição
O dicionário Michaelis põe uma pá de cal na polêmica sobre a grafia de audiodescrição
Poesia com deficiência, de SÉRGIO CUMINO, pessoa com deficiência Com sorriso contemplativo O horizonte banha
O Futuro que Queremos: Trabalho Decente e Inclusão de Pessoas com Deficiência é uma série


Mais sobre audiodescrição
O dicionário Michaelis põe uma pá de cal na polêmica sobre a grafia de audiodescrição
Poesia com deficiência, de SÉRGIO CUMINO, pessoa com deficiência Com sorriso contemplativo O horizonte banha
O Futuro que Queremos: Trabalho Decente e Inclusão de Pessoas com Deficiência é uma série