mostra Cinema Petrobras em Movimento

A 16ª edição da mostra Cinema Petrobras em Movimento contará com recursos de acessibilidade como audiodescrição (descrição das cenas para pessoas com deficiência visual) e interpretação de Libras (linguagem de sinais para pessoas com deficiência auditiva), começa nesta quinta-feira, 1º de outubro, em vários horários e locais da cidade de Campinas, . Os recursos serão aplicados por profissionais da Secretaria Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida (SMPD).

Tainá - a origem: cartaz do filme

O recurso de audiodescrição está previsto para todas as sessões e será coordenado pela audiodescritora e assessora da SMPD, Bell Machado. A interpretação de Libras será disponibilizada mediante o interesse e a confirmação de presença por email: josie.ananias@campinas.sp.gov.br com dois dias de antecedência da data do filme escolhido. Segundo a audiodescritora Bell Machado: "a inclusão social só é possível quando desenvolvemos a autonomia intelectual de pessoas com deficiência e a arte cinematográfica é parte fundamental desse processo".

Estarão em cartaz, pelo projeto, "Tainá 3 – A Origem", "Rio 2" e "Mato sem cachorro". Os filmes selecionados englobam diversas faixas etárias e seguem o critério de qualidade técnica e artística, além da relevância dos temas na geração de reflexões e debates.

A Mostra Cinema Petrobras em Movimento trabalha de forma contínua pela democratização do acesso ao cinema nacional, formando plateias para os produtos audiovisuais brasileiros e revigorando a carreira dos filmes através de sessões gratuitas.

O projeto é desenvolvido pelo Sistema Petrobras, o maior circuito de exibição não comercial da América Latina. Este ano, a programação começou no dia 4 de maio, contemplando cerca de 150 municípios. Os agentes culturais, espalhados pelo país, exibem quatro longas metragens por meio do Circuito Comunitário, realizando sessões em comunidades sem acesso a salas de cinema, sedes de projetos sociais, pontos de cultura, agremiações, associações comunitárias, logradouros públicos e escolas da rede pública de ensino.

Programação

Rio

Dia: 1 de outubro, quinta-feira, Horário: 9h, Local: Casa do Lago (Unicamp) – Av. Érico Veríssimo, 1011 – Cidade Universitária, Campinas, Responsável: Fernanda Landin.
Dia 3 de outubro, sábado, Horário: 13h30, Local: Museu da Imagem e do Som (MIS) Campinas (Palácio dos Azulejos) – Rua Regente Feijó, 859 – Centro, Campinas, Responsável: Bell Machado.
Dia: 7 de outubro, quarta-feira, Horário: 9h, Local: Auditório da Biblioteca Central Cesar Latte – – R. Sérgio Buarque de Holanda, S/N – Cidade Universitária, Campinas, Responsável: Fernanda Landin.
Dia: 21 de outubro, quarta-feira, Horário: 8h30, Local: Centro Cultural Braille de Campinas – Av. Dr. Antônio Carlos Sáles Júnior, 600 – Jardim Proenca, Campinas, Responsável: Bell Machado.

Mato sem cachorro

Dia: 17 de outubro, sábado, Horário: 13h30, Local: MIS Campinas – ( Palácio dos Azulejos) – Rua Regente Feijó, 859 – Centro, Campinas, Responsável: Marilia Dessordi.
Dia: 20 de outubro, terça-feira, Horário: 9h, Local: Instituto dos Cegos Trabalhadores – Av. Washington Luiz, 570 – Vila Marieta, Campinas, Responsável: Bell Machado.
Dia: 22 de outubro, quinta-feira, Horário: 9h, Local: Casa do Lago (Unicamp) Av. Érico Veríssimo, 1011 – Cidade Universitária, Campinas, Responsável: Marilia Dessordi.

Tainá 3 – A Origem

Dia: 29 de outubro, quinta-feira, Horário: 9h, Local: Casa do Lago (Unicamp) Av. Érico Veríssimo, 1011 – Cidade Universitária, Campinas, Responsável: Marilia Dessordi.

Mais sobre audiodescrição
O Cine às Escuras: Mostra Erótica de Cinema Acessível realiza sua segunda edição nos dias
Um festival que pretende devolver aos mágicos as “luzes da ribalta”, promovendo um encontro entre
Produtores e realizadores já podem inscrever seus curtas-metragens com audiodescrição para concorrer no IV VerOuvindo


Mais sobre audiodescrição
O Cine às Escuras: Mostra Erótica de Cinema Acessível realiza sua segunda edição nos dias
Um festival que pretende devolver aos mágicos as “luzes da ribalta”, promovendo um encontro entre
Produtores e realizadores já podem inscrever seus curtas-metragens com audiodescrição para concorrer no IV VerOuvindo