Programa Cine Acessibilidade atraiu 60 espectadores cegos

Cerca de 60 pessoas acompanharam a exibição do filme ‘Colegas’ na tarde de quarta-feira (7), no Teatro Juarez Machado. Foi a sessão de estreia do Programa Cine Acessibilidade, da Fundação Cultural de Joinville, que contou com o recurso de audiodescrição para deficientes visuais e legendas para deficientes auditivos.

Estreia do Programa Cine Acessibilidade

Integrantes da Associação Joinvilense para Integração dos Deficientes Visuais (AJIDEVI) também estavam presentes na sessão. Para Paulo Sérgio Suldóvski,
deficiente visual que trabalha com acessibilidade na FCJ e também presidente da AJIDEVI, sessões deste tipo são importantes para que pessoas com deficiência visual ‘vejam com palavras’. "Assistir um filme sem audiodescrição chega a ser entediante pra gente", afirmou.

As pessoas que não possuíam deficiência puderam assistir ao filme com vendas nos olhos. O diretor executivo da Fundação Cultural, Guilherme Gassenferth, destacou que a proposta do Cine Acessibilidade é que a cultura seja universal. “Queremos realizar estas sessões com regularidade”, observou Guilherme.

Sobre o filme

‘Colegas’ é um filme nacional de aventura dirigido por Marcelo Galvão, lançado em 2013. Stallone (Ariel Goldenberg), Aninha (Rita Pook) e Márcio (Breno Viola) eram grandes amigos e viviam juntos em um instituto para pessoas com síndrome de Down, ao lado de vários outros colegas.
Um belo dia, eles resolvem sair dali para realizar o sonho individual de cada um e, inspirados pelos inúmeros filmes que já tinham assistido na videoteca local, eles roubam o carro do jardineiro (Lima Duarte) e fogem de lá.
A imprensa começa a cobrir o caso e a polícia não gosta nem um pouco dessa “brincadeira”. Para resolver o problema, coloca dois policiais trapalhões no encalço dos jovens, que só querem realizar os seus sonhos e estão dispostos a viver essa grande aventura, que vai se revelar repleta de momentos inesquecíveis.

Fonte: Prefeitura de Joinville

Mais sobre audiodescrição
A Ancine e o setor decidiram quais vão ser os tipos de arquivos com audiodescrição
Produtores e realizadores já podem inscrever seus curtas-metragens com audiodescrição para concorrer no IV VerOuvindo
Em 2017, 50% dos cinemas das redes com mais de 21 salas deverão estar equipados


Mais sobre audiodescrição
A Ancine e o setor decidiram quais vão ser os tipos de arquivos com audiodescrição
Produtores e realizadores já podem inscrever seus curtas-metragens com audiodescrição para concorrer no IV VerOuvindo
Em 2017, 50% dos cinemas das redes com mais de 21 salas deverão estar equipados