Cinema erótico para cegos e surdos

A Mostra Nacional de Cinema Erótico "As Escuras", em sua primeira edição, está com inscrições abertas e prorrogadas até 27 de dezembro. Pensada e diregida ao público com deficiência visual e auditiva, a mostra contará com audiodescrição e legendagem descritiva em todas as obras.

Mostra de Cinema Erótico "As Escuras"

a coordenadora da mostra de Cinema Erótico, Andreza Nóbrega.

A Mostra de Cinema Erótico "As Escuras" acontecerá em março de 2016, no Cinema do Museu, e a seleção dos filmes que serão exibidos será feita por uma comissão formada por Cristina Teixeira, professora da UFPE, Julieta Jacob, do blog Erosdita, e pela cineclubista Amanda Ramos. Os interessados em inscrever seus filmes podem submetê-los pelo site da mostra. Mais informações em Mostra Nacional de Cinema Erótico Às Escuras.

Proposta da Mostra Cinema Erótico "As Escuras"

Andreza Nóbrega, coordenadora da Mostra de Cinema Erótico As Escuras, reforça a importância de mostras inclusivas como esta: "Eu comecei a perceber que algumas temáticas sofrem determinados tabus na acessibilidade comunicacional. E eu gostaria de explorar essas temáticas para atender um público que já expressa essa demanda", afirma.

Edson Luiz Defendi, cego e Mestre em Psicologia Clínica e Especialista em Terapia familiar, escreveu um artigo para a Revista Reação no qual afirma: "a pessoa com deficiência visual tem um desenvolvimento sexual como qualquer outro ser-humano. A deficiência visual não acarreta qualquer prejuízo nas funções corporais e hormonais, nem influi nas transformações comuns na puberdade e adolescência. Ela tem capacidade e habilidade para desenvolver a seu modo o ciclo afetivo, sexual e relacional comum a todas as pessoas: descobrir e viver seus desejos, conhecer o que lhe dá prazer e como, namorar, transar, casar. Viver a sexualidade de forma segura e saudável e ter garantido seus direitos sexuais e reprodutivos são condições básicas que precisam ser garantidas as pessoas com deficiência. Afinal, a partir do momento que trazemos à tona a discussão, contribuímos, para desconstruir crenças preconceituosas sobre a sexualidade de pessoas com deficiência".

Neste sentido, uma mostra de cinema erótico com recursos de acessibilidade como a audiodescrição vem suprir uma lacuna no imaginário de adultos e no desenvolvimento da sexualidade de jovens com deficiência visual.

Mostra Cinema Erótico "As Escuras": Ineditismo

De acordo com Paulo Romeu, criador do Blog da Audiodescrição, é possível encontrar algumas iniciativas para tornar o cinema erótico acessível para pessoas cegas: O ‘Porn For The Blind’ é um site no qual voluntários fazem as descrições de filmes eróticos para cegos, mas o "as Escuras" é a primeira mostra de cinema erótico de que tenho conhecimento no mundo. Sei de pelo menos uma audiodescritora no Brasil, aquela com voz de "travesseiro", já foi convidada para fazer roteiros e narração da audiodescrição de filmes pornô: pena que ela não aceitou…

Mostra Cinema Erótico "As Escuras": Outras iniciativas

capa do livro Tactile Minds

PraCegoVer: Capa do livro Tactile Minds.

‘Tactile Minds’, da fotógrafa canadense Lisa Murphy, é dirigido a cegos e contém 17 imagens e textos eróticos em relevo. O livro permite ‘sentir’ as imagens desenhadas à mão que mostram, por exemplo, uma mulher nua com “peitos perfeitos” e um homem a representar o “robô do amor”, como explica a autora. Murphy explicou que pretende inovar o mercado com este livro, uma vez que “não existem livros com imagens eróticas para adultos com problemas de visão”.

soundsdirty

PraCegoVer: Banner do site Sounds Dirty.

Um website criado pelo designer Lloyd Chambers aposta num tema antigo voltado a um público novo para conseguir o sucesso. A página aposta em muito erotismo e pornografia. A novidade é que o site Sounds Dirty é totalmente voltado para cegos e deficientes visuais. O site contém histórias eróticas narradas por vozes femininas sensuais e descrições detalhadas de fotos picantes. Os que não são totalmente cegos, mas sofrem de alguma deficiência visual, têm ainda a opção de ampliar as imagens. Assinantes surdos podem acessar a parte do site com vídeos eróticos legendados.

Revista Playboy

PraCegoVer: Capa de uma das edições da Revista Playboy.

A revista Playboy também ganhou versão específica para deficientes visuais. A ONG americana Taping for The Blind transmite 24h por dia uma narração da revista para deficientes visuais.

Fonte: Revista Continente

Mais sobre audiodescrição
O Cine às Escuras: Mostra Erótica de Cinema Acessível realiza sua segunda edição nos dias
Um festival que pretende devolver aos mágicos as “luzes da ribalta”, promovendo um encontro entre
Produtores e realizadores já podem inscrever seus curtas-metragens com audiodescrição para concorrer no IV VerOuvindo


Mais sobre audiodescrição
O Cine às Escuras: Mostra Erótica de Cinema Acessível realiza sua segunda edição nos dias
Um festival que pretende devolver aos mágicos as “luzes da ribalta”, promovendo um encontro entre
Produtores e realizadores já podem inscrever seus curtas-metragens com audiodescrição para concorrer no IV VerOuvindo