Audiodescritores fazem sucesso no carnaval 2016

Sucesso do carnaval carioca: com mais de 400 mil visualizações em menos de 24 horas, o vídeo em que um homem aparece fantasiado como o gif “John Travolta Confuso” no trajeto da barca Rio-Paquetá, a caminho do bloco Pérola da Guanabara, bombou na internet de sábado (30) para cá. No domingo (31), o folião repetiu o figurino no Cordão do Boitatá e no Fogo e Paixão. A fantasia foi inspirada no personagem Vincent Vega, interpretado por Travolta no filme Pulp Fiction, que virou meme e viralizou no fim do ano passado depois que um internauta utilizou a cena para se mostrar confuso ao escolher brinquedos de Natal para sua filha. Desde então, o viral ganhou inúmeras versões até virar fantasia na folia carioca. A ideia, que partiu da atriz Maria Thalita de Paula, foi executada por seu amigo Rodrigo de Bonis. E este não foi o primeiro sucesso do folião.

Sucesso do carnaval: Travolta Confuso

PraCegoVer: Sucesso do carnaval – Rapaz se veste de GIF de John Travolta e vai às ruas

Aos 40 anos, o ator e também audiodescritor Rodrigo De Bonis é conhecido nas ruas da capital fluminense de outros carnavais. Ele e a ex-mulher se vestiram juntos de viaduto da perimetral, no ano em que as vigas do elevado da Zona Portuária do Rio foram roubadas. Quando a modelo Daniela Cicarelli teve um momento íntimo em local público exposto por um vídeo na web, Rodrigo de Bonis também aproveitou a polêmica para criar uma outra alegoria ao lado de sua então mulher. A irreverência também tomou conta dos blocos quando eles decidiram se vestir de William Bonner e Fátima Bernardes em um ano; Daiane dos Santos e Rebeca Gusmão, em outro; e de Eike Batista e Luma de Oliveira.

Maria Thalita é Cantora, compositora, atriz, audiodescritora e criadora do Bloco das Trepadeiras. Também pensa em looks bem diferentes em todos os Carnavais. Para essa fantasia ela precisava de alguém que encarasse o papel e encarnasse o personagem. Rodrigo de Bonis, topou o desafio. A dupla já gravou três vídeos do personagem e postou no Instagram, mas ela afirma que pretende criar vários Gifs do Travolta Confuso pelo Carnaval do Rio de Janeiro.

Segundo o jornal Diário do Rio em matéria de Quintino Gomes Freire: Clovis Bornay, se estivesse vivo, deixaria de ser hoje o hours concour dos concursos de fantasia do carnaval do Rio. Afinal, o ator Rodrigo de Bonis conseguiu faltando ainda uma semana para o carnaval ter a melhor fantasia da história de todos os carnavais cariocas.

Veja também a entrevista da Globonews com Rodrigo de Bonis no final do post.

O encarte VejaRio da Revista Veja entrevistou o "ator e audiodescritor confuso".

Veja Rio: Há quanto tempo você se fantasia no carnaval?

Sucesso do carnaval: vigas roubadas da Perimetral

PraCegoVer: Sucesso do carnaval – De Bonis e a ex-mulher: vigas roubadas da Perimetral

Rodrigo de Bonis: Eu saio fantasiado há 10 anos, e costumava criar figurinos em dupla com a minha ex-mulher. Já fomos William Bonner e Fátima Bernardes; Eike Batista e Luma de Oliveira; Daniella Cicarelli e o namorado com quem ela teve momentos íntimos no mar… Já saímos até vestidos como as vigas que sumiram após a demolição da Perimetral.

Veja rio: Aí sua amiga teve a ideia do John Travolta e disse que você era o cara para o papel… Isso!

Sucesso do carnaval: Eike Batista e Luma de Oliveira

PraCegoVer: Sucesso do carnaval – Eike Batista e Luma de Oliveira: versão carnavalesca

Rodrigo de Bonis: Esse vai ser meu primeiro Carnaval solteiro, e eu ainda estava sem fantasia. Tinha pensado sair como “Michel Temer, o vice-decorativo”, mas não rolou. Aí veio a Maria Thalita com a ideia do Travolta, mas eu não esperava esse fuzuê todo! (risos)

Veja Rio: Quanto custou a fantasia?

Sucesso do carnaval: William Bonner e Fátima Bernardes

PraCegoVer: Sucesso do carnaval – William Bonner e Fátima Bernardes: direto da folia carioca

Rodrigo de Bonis: No máximo 30 reais. O terno e a camisa social branca eu já tinha. Só comprei a peruca e fiz a plaquinha de “gif” que pendurei no pescoço. Foi um tal de apertarem a plaquinha contra o meu peito o dia inteiro, para dar “play”.

Veja Rio: Quantas pessoas passaram a te seguir no Instagram desde então?

Sucesso do carnaval: carminha e Tufão

PraCegoVer: Sucesso do carnaval – Carminha e Tufão: homenagem à novela Avenida Brasil

Rodrigo de Bonis: Olha, não faço ideia, mas a bateria do meu celular já acabou duas vezes hoje de tanta solicitação de amizade nas redes sociais.

Veja Rio: Já recebeu convites para animar blocos e outras festinhas?

Sucesso do carnaval: cena do filme Pulp Firction

Sucesso do carnaval – famosa cena do filme Pulp Firction foi aposta para fantasia de carnaval

Rodrigo de Bonis: Não, mas dependendo do convite e do cachê eu aceito! (risos)

Veja Rio: E o que você faz da vida, além de sucesso?

Sucesso do carnaval: Rodrigo e Talita

PraCegoVer: Sucesso do carnaval – a esquerda, Rodrigo De Bonis e à direita, Maria Thalita de Paula, idealizadores da fantasia inusitada

Rodrigo de Bonis: Sou ator, mas trabalho há oito anos com audiodescrição em peças de teatro, eventos esportivos, filmes e inclusive no Carnaval. Sou contratado para narrar os desfiles da Sapucaí desde 2011, de sexta a segunda, para os portadores de deficiências visuais. São seis horas de narração ao vivo.

Veja Rio: Onde a gente ainda vai te ver neste Carnaval?

Rodrigo de Bonis: Devo ir ao Cordão do Boi Tolo, no domingo, e talvez na Orquestra Voadora e no Sargento Pimenta. Tudo depende do pique (risos).

Veja Rio: Muita gente tem criticado os foliões dizendo que estão curtindo o carnaval e se divertindo enquanto o país está afundando. O que tem a dizer sobre isso?

Rodrigo de Bonis: Sorte do país que tem o carnaval. É o nosso momento de alegria, de felicidade. Não é por causa da crise que a gente precisa ficar em casa sofrendo.

Entrevista para a Globonews:

Mais sobre audiodescrição
Carnavais acessíveis que foram destaque em 2017: para acolher pessoas com deficiência, a estratégia da
Nos quatro dias de desfiles no Sambódromo, pelos grupos de Acesso e Especial, cerca de
O Camarote da Acessibilidade já se tornou tradição no carnaval de Pernambuco, e não será


Mais sobre audiodescrição
Carnavais acessíveis que foram destaque em 2017: para acolher pessoas com deficiência, a estratégia da
Nos quatro dias de desfiles no Sambódromo, pelos grupos de Acesso e Especial, cerca de
O Camarote da Acessibilidade já se tornou tradição no carnaval de Pernambuco, e não será