Festival Varilux de Cinema Francês

Amantes do cinema francês têm a oportunidade de acompanhar até o dia 22 de junho o Festival Varilux de Cinema Francês, evento realizado simultaneamente em 50 cidades brasileiras. Entre as 15 produções inéditas de destaque está a animação Abril e o mundo extraordinário, que tem recursos de acessibilidade para espectadores com deficiência visual ou auditiva em todas as sessões, como Libras, legendas e audiodescrição, produzidas pela Iguale e liberadas por meio do aplicativo MovieReading.

Festival Varilux

#PraCegoVer: a imagem é de uma das cenas do filme “Abril e o mundo extraordinário”. Nela, a jovem Abril levanta com as duas mãos um gato um pouco acima da sua cabeça, A impressão é que eles se olham. Ela, um tanto admirada, e o bichano com um sorriso de quem gosta da brincadeira. Abril tem o cabelo curto, liso e preto. A sua pele é clara. Ela veste uma camisa vermelha de manga longa. Já o gato, bicolor, tem pelos pretos na parte superior e parte das patas traseiras, e brancos na parte inferior, como barriga, patas dianteiras e na face.

Já uma tradição no Brasil, o Festival Varilux de Cinema Francês ficará nas telas até 22 de junho. São quinze longas-metragens da recente safra francesa, incluindo títulos premiados, a exemplo de Meu Rei, que deu a Emmanuelle Bercot o prêmio de melhor atriz no Festival de Cannes 2015. Além das novidades, há a reprise (sempre bem-vinda) do clássico romântico Um Homem, uma Mulher, de 1966, estrelado por Anouk Aimée e Jean-Louis Trintignant e dirigido por Claude Lelouch; uma retrospectiva dedicada ao ator Roschdy Zem (Um Herói do Nosso Tempo), francês de origem marroquina, e uma homenagem ao diretor Philippe Le Guay (Pedalando com Molière). Embora os filmes já tenham distribuição garantida no Brasil, esta é uma boa oportunidade de ver em pré-estreia os novos trabalhos de astros como Fabrice Luchini, Jean Dujardin, Julie Delpy e Vincent Cassel. Revelado no sucesso Intocáveis, Omar Sy protagoniza a comédia dramática Chocolate. Trata-se da trajetória de Chocolat, o primeiro artista circense negro na França da belle époque.

Destaque do Festival Varilux 2016, dirigida por Franck Ekinci e Christian Desmares, a animação Abril e o mundo extraordinário aborda um mundo radicalmente diferente daquele descrito e conhecido pela história. Napoleão V reina na França, onde, assim como no resto do mundo, há 70 anos os cientistas estão desaparecendo misteriosamente. O universo francês é mergulhado numa era pré-industrial, centrada no uso do carvão, onde não há rádio, televisão, eletricidade, aviação, motor à combustão. É nesse mundo estranho que a jovem Abril parte em busca de seus pais, cientistas desaparecidos, em companhia de Darwin, seu gato falante, e de Julius, jovem vigarista das ruas. Esse trio deverá enfrentar os perigos e os mistérios desse mundo extraordinário. Quem sequestrou os cientistas no passado? Que finalidade sinistra há por trás desse desaparecimento? Acesse: www.variluxcinefrances.com.

O filme tem classificação livre e, por esse motivo, recebeu os recursos de acessibilidade para o Festival Varilux. O download do MovieReading é gratuito para iOS e Android, e pode ser usado em tablets e smartphones. Após instalar, o usuário baixa o arquivo referente ao recurso de acessibilidade que precisa para assistir ao filme em tempo real. No caso da audiodescrição é necessário ter fones de ouvido conectados ao aparelho.

A programação completa do Festival Varilux de Cinema Francês 2016 está disponível no site do festival.

Fonte: Revista Veja

Mais sobre audiodescrição
O Cine às Escuras: Mostra Erótica de Cinema Acessível realiza sua segunda edição nos dias
Um festival que pretende devolver aos mágicos as “luzes da ribalta”, promovendo um encontro entre
Produtores e realizadores já podem inscrever seus curtas-metragens com audiodescrição para concorrer no IV VerOuvindo


Mais sobre audiodescrição
O Cine às Escuras: Mostra Erótica de Cinema Acessível realiza sua segunda edição nos dias
Um festival que pretende devolver aos mágicos as “luzes da ribalta”, promovendo um encontro entre
Produtores e realizadores já podem inscrever seus curtas-metragens com audiodescrição para concorrer no IV VerOuvindo